Análise de polimorfismos INDELs na identificação humana

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2016-02-17
Autores
Braganholi, Danilo Faustino [UNESP]
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Universidade Estadual Paulista (Unesp)
Resumo
Os marcadores STR são os mais utilizados na rotina de identificação humana e genética forense, entretanto, os marcadores INDELs vem chamando a atenção dos pesquisadores desta área, pois sua análise pode ser uma ferramenta interessante por serem analisados com um fragmento menor que os STR e apresentarem baixa taxa de mutação, podendo ser utilizados na identificação de indivíduos e na avaliação de ancestralidade. Neste trabalho, caracterizamos as populações brasileiras dos estados de São Paulo e Espírito Santo pela análise de marcadores INDEL através de dois sistemas: 38 HID-INDELs, verificando a eficiência forense nas duas populações e comparando os dados com os de STRs rotineiramente utilizados na população de São Paulo; e 46 AIM-INDELs, avaliando as proporções de ancestralidade nas duas populações, e comparando os dados com os de marcadores uniparentais na população do Espírito Santo. Ambos os métodos foram eficientes para suas respectivas finalidades, sendo que o sistema 38 HID-INDELs apresentou alto poder de discriminação, para Espírito Santo (PD = 0,9999999999999990) e para São Paulo (PD = 0,999999999999994); e o sistema 46 AIM-INDELs confirmou a miscigenação das populações estudadas, e neste caso, com maior ancestralidade genética de europeus, em comparação a africanos e nativo-americanos. Além disso, inserimos o marcador amelogenina no sistema multiplex 38 HID-INDELs como uma ferramenta complementar para identificação de sexo de amostras degradadas.
The STR markers are the most used in routine of human identification and forensic genetics, however, INDEL markers has attracted the attention of those researchers in this area, because their analysis can be an interesting tool to be analyzed with a smaller fragment that STR and to present low mutation rate, may be used to identify individuals and evaluating ancestry. In this work, we characterized the Brazilian populations of the states of São Paulo and Espírito Santo by INDEL markers analysis through two systems: 38 HID-INDELs, checking the forensic efficiency in this two populations and comparing the data with STRs routinely used in São Paulo population; and 46 AIM-INDELs, assessing the proportions of ancestry in this two populations, and comparing the data with uniparental markers in Espírito Santo population. Both methods were effective for their respective purposes, the 38 HID- INDELs system showed high discrimination power to Espírito Santo (PD = 0.9999999999999990) and to São Paulo (PD = 0.999999999999994); and the 46 AIM- INDELs system confirmed the mixing of the populations studied, and in this case , with greater genetic ancestry of europeans, compared to africans and native americans. In addition, we insert the amelogenin marker in the 38 HID-INDELs multiplex system as a complementary tool to identificate the sex of degraded samples.
Descrição
Palavras-chave
Genética populacional, Genética forense, Identificação humana, Ancestralidade, Human identification, Ancestry, INDELs
Como citar