Avaliação da atividade antimicrobiana da cavitação do sistema piezoelétrico sobre Candida albicans

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-05-31

Autores

Marques, Ana Carolina [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A busca pela otimização dos resultados clínicos, levou ao desenvolvimento de novas tecnologias. O Sistema Piezoelétrico Odontológico (SPO), tem sido cada vez mais difundido e sua principal característica é o fenômeno da cavitação, que é o processo de vaporização, geração de bolhas e sua implosão subsequente. Tais fenômenos acústicos estão diretamente relacionados a lise das membranas celulares dos MO. O objetivo deste estudo foi investigar o fenômeno da cavitação do sistema piezoelétrico, em diferentes potências de ativação, em relação ao efeito antimicrobiano sobre Candida albicans. Para a execução do trabalho, foi utilizado o aparelho DENTSURG. Foi utilizada a cepa padrão de Candida albicans (18060), mantidas em freezer a -80ºC no Laboratório de Microbiologia e Imunologia do ICT UNESP. Para ativação de Candida albicans a cepa foi cultivada em ágar Sabouraud com cloranfenicol e incubada em estufa por 24 horas a 37°C. Após preparo dos MO, 100µL das células padronizadas foram adicionadas em placas de 24 poços e após essa etapa, um único operador treinado realizou a ativação, com os diferentes protocolos de ativação. Posteriormente, foram realizadas diluições seriadas que foram semeadas em placas contendo meios de cultura específicos e então foi determinado o número de Unidade Formadoras de Colônias por mililitro (UFC/mL). Após análise estatística os resultados mostraram que o grupo 1 (potência de 6,5W) e o grupo 2 (potência de 7,5W) não apresentaram diferença significativa. Não houve diferença do grupo em que houve a ativação do microrganismo, em relação ao grupo controle. Já o grupo 3 (potência de 13,6W) apresentou diferença significante, havendo diferença significativa do grupo em que houve a ativação do microrganismo. Com base nos resultados obtidos, conclui-se que uma potência mais elevada é mais eficaz na ação antimicrobiana de C. albicans.
The search for the optimization of clinical results led to the development of new technologies. The Dental Piezoelectric System (SPO) has been increasingly widespread and its main feature is the phenomenon of cavitation, which is the process of vaporization, generation of bubbles and their subsequent implosion. Such acoustic phenomena are directly related to the lysis of OM cell membranes. The aim of this study was to investigate the phenomenon of cavitation of the piezoelectric system, at different activation potencies, in relation to the antimicrobial effect on Candida albicans. To carry out the work, the DENTSURG device was used. A standard strain of Candida albicans (18060) was used, kept in a freezer at -80ºC in the Laboratory of Microbiology and Immunology of ICT UNESP. For Candida albicans activation, the strain was grown on Sabouraud agar with chloramphenicol and incubated in an oven for 24 h at 37°C. After OM preparation, 100µL of standardized cells were added in 24-well plates and after this step, a single trained operator performed the activation, with the different activation protocols. Subsequently, serial dilutions were performed and seeded in plates containing specific culture media and then the number of Colony Forming Units per milliliter (CFU/mL) was determined. After statistical analysis, the results showed that group 1 (6.5W power) and group 2 (7.5W power) showed no significant difference. There was no difference between the group in which the microorganism was activated and the control group. Group 3 (13.6W power) showed a significant difference, with a significant difference between the group in which the microorganism was activated. Based on the results obtained, it is concluded that a higher power is more effective in the antimicrobial action of C. albicans.

Descrição

Palavras-chave

Cavitação, Desinfecção, Ultrassom, Candida albicans, Cavitation, Disinfection, Ultrasound

Como citar