Evolução cromossômica na Ordem Xenarthra

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-03-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A Ordem Xenarthra é uma ordem de mamíferos placentários composta por três formas viventes: tamanduás, tatus e preguiças arborícolas. É originária da América Sul e tem como distribuição geográfica o centro sul da América do Norte até o extremo sul da América do Sul. A Ordem possui trinta espécies viventes divididas em quatro famílias: Dasypodidae formada pelos tatus, com vinte e uma espécies, Myrmecophagidae (tamanduás) com quatro espécies, Bradypodidae (preguiças de três dedos) com quatro espécies e Megalonychidae (preguiças de dois dedos) com duas espécies. As espécies Priodontes maximus (tatu-canastra), Tolypeutes tricinctus (tatu-bola da caatinga), Bradypus torquatus (preguiça de coleira) e Myrmecophaga tridactyla (tamanduá-bandeira) estão classificadas como vulneráveis pela IUCN (International Union of Conservation), sendo a preguiça de coleira e o tatubola da caatinga endêmicos do Brasil. A maioria dos xenartros possui uma constituição cariotípica que varia de 48 até 65 cromossomos, exceto a espécie Tolypeutes matacus com 2n=38 cromossomos. Das trinta espécies conhecidas atualmente, apenas dezenove tiveram seu cariótipo descrito ou relatado. Os xenartros apresentam uma ampla gama de eventos cromossômicos, como fusão / fissão entre as espécies do gênero Cabassous, Choloepus e Bradypus e na família Myrmecophagidae, eventos de rearranjos cromossômico no gênero Dasypus e a combinação de ambos no gênero Chaetophractus. A presente tese está dividida em quatro capítulos: 1 revisão bibliográfica sobre os dados cromossômicos na Ordem Xenarthra; 2 descrição do cariótipo da espécie Cabassous unicinctus; 3 descrição uma nova espécie do gênero Tamandua; 4 análise da evolução cromossômica da Ordem Xenarthra, utilizando abordagem filogenética.
Not available.

Descrição

Palavras-chave

Genética, Cromossomos, Evolução (Biologia)

Como citar

PEREIRA JÚNIOR, Hélio Rubens Jacintho. Evolução cromossômica na Ordem Xenarthra. 2007. 154 f. Tese(doutorado)- Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Botucatu, 2007.