Claritromicina como adjuvante ao debridamento periodontal no tratamento de periodontite agressiva generalizada: estudo controlado randomizado

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2016-01-07

Orientador

Santamaria, Mauro Pedrine

Coorientador

Pós-graduação

Biopatologia Bucal - ICT

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O presente estudo clínico controlado randomizado teve como objetivo avaliar a resposta clínica periodontal e os possíveis efeitos adversos da utilização da claritromicina (CLM) associada à terapia mecânica periodontal no tratamento de pacientes com periodontite agressiva generalizada. Para tal, foram selecionados 40 pacientes apresentando periodontite agressiva generalizada que foram distribuídos aleatoriamente, dentro de dois grupos: grupo claritromicina com 20 indivíduos que receberam RAR associado à claritromicina (500 mg – 12/12 horas) durante 3 dias; grupo placebo com 20 indivíduos que receberam RAR associado ao placebo. Foram avaliados profundidade de sondagem (PS), ganho de nível de inserção clínica (NIC) e sangramento à sondagem no baseline, 3 e 6 meses após o procedimento. Quanto aos resultados, ambos os tratamentos obtiveram melhorias clínicas em relação ao baseline, com diferença estatisticamente significativa apenas para redução em PS à favor do grupo claritromicina. Concluímos que o uso da claritromicina associado à terapia mecânia mostra-se superior à terapia padrão ouro para o tratamento de periodontite agressiva generalizada.

Resumo (inglês)

The present randomized, clinical trial aimed to assess the periodontal clinical response and the possible adverse effects of the clarithromycin combined to periodontal mechanical therapy in the treatment of patients with generalized aggressive periodontitis. To this, 40 patients were select and randomly assigned into two groups: Group clatithromycin with 20 subjects received SRP associated with clarithromycin (500 mg – 12/12 hours) for 3 days; group placebo with 20 subjects received SRP associated with placebo. Probing depth (PD), gain in clinical attachment level (CAL) and bleeding probing were evaluated at baseline, 3 and 6 months post- operatively. As results, both treatments had clinical benefits better than baseline, just differing statistically to PD reduction for the clarithromycin group. It may be concluded that the use of clarithromycin associated with mechanical treatment is better than the gold standard for the treatment of generalized aggressive periodontitis.

Descrição

Idioma

Português

Como citar