Efeito da área de secção do enxerto na cirurgia de reconstrução do ligamento cruzado anterior - estudo histológico em cães

Resumo

OBJETIVO: Relacionar a área de secção inicial do enxerto com o resultado da cirurgia de reconstrução do LCA. Foram operados oito cães, divididos em dois grupos, de acordo com o tamanho do enxerto: grupo A - 25% e grupo B - 40% da largura do ligamento patelar (LP). MÉTODOS: Após oito meses, os cães foram sacrificados para análise macroscópica e histológica dos ligamentos reconstruídos, utilizando-se o joelho contralateral do cão como controle. RESULTADOS: em ambos os grupos, todos os ligamentos reconstruídos apresentaram-se viáveis e hipertrofiados; o enxerto de LP teve sua morfologia alterada, verificada através da medida do crimp e da celularidade, assemelhando-se com a do LCA. CONCLUSÃO: A área de secção do enxerto não influenciou o resultado histológico da cirurgia de reconstrução do LCA em cães.
OBJECTIVE: To correlate the initial grafting section area with the outcomes from anterior cruciate ligament (ACL) reconstruction surgery. Eight dogs underwent operations, divided into two groups according to graft size: Group A, 25% and Group B, 40% of the patellar ligament (PL) width. METHODS: After eight months, the dogs were sacrificed for macroscopic and histological analysis on the reconstructed ligaments. Each dog's contralateral knee was used as a control. RESULTS: In both groups, all the reconstructed ligaments were seen to be viable and hypertrophied. The morphology of the PL grafting had changed, which was observed by measuring the crimp and cellularity, and it resembled that of the ACL. CONCLUSION: The grafting section area did not influence the histological outcomes from ACL reconstruction surgery in dogs.

Descrição

Palavras-chave

Ligamento Cruzado Anterior, Enxerto, Histologia, Cães, Anterior Cruciate Ligament, Grafting, Histology, Dogs

Como citar

Revista Brasileira de Ortopedia. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, v. 47, n. 4, p. 493-497, 2012.