Política externa, Forças Armadas e Operações de paz: as contribuições uruguaias

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011-04-08

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O Uruguai tem marcado presença em operações de paz implementadas pelas Nações Unidas de forma bastante freqüente e atuante. A política de envio de efetivos militares a operações de paz teve um grande impulso durante a década de 1990, quando o Uruguai passou a enviar tropas e equipamentos para servir às Forças de Paz, além dos tradicionais observadores militares, presentes em operações de paz desde a década de 1950. Essa alteração coincide com uma série de outras mudanças no âmbito interno, como o retorno à democracia depois de mais de uma década de governo autoritário e no âmbito internacional, que inaugurava uma nova ordem não mais baseada na divisão bipolar do mundo. O presente trabalho analisa os princípios da política externa uruguaia, as relações históricas das Forças Armadas com a sociedade local no intuito de verificar se esses fatores contribuíram para a política de envio de militares às operações de paz. Por fim, construindo uma linha histórica do conceito de Cultura da Paz chegando ao que a UNESCO se baseia para promover suas políticas, busca-se entender se a participação uruguaia em operações de paz contribui neste sentido e em quais medidas e fatores elas implicam no Uruguai
Uruguay ha marcado su presencia en operaciones de mantenimiento de la paz implementadas por las Naciones Unidas de manera frecuente y activa. La política de envío de efectivos militares a operaciones de paz tuvo un gran impulso en la década de 1990, cuando Uruguay, a parte de los tradicionales observadores militares, empezó a enviar tropas y equipamientos para servir a las Fuerzas de Paz. Este cambio coincide con una serie de alteraciones, en el ámbito nacional, el retorno a la democracia después de más de una década de gobierno autoritario y, en el ámbito internacional, se inauguraba una nueva orden que dejó de basarse en la división bipolar del mundo. Este trabajo analiza los principios de la política exterior de Uruguay y las relaciones históricas de las Fuerzas Armadas con la sociedad uruguaya con el fin de determinar si estos factores contribuyeron a la política de envío de militares a las operaciones de mantenimiento de la paz. Por último, estableciendo una línea historia del concepto de Cultura de Paz llegando al que se basa la UNESCO para promover sus políticas y acciones, se intenta comprender si la participación uruguaya en operaciones de paz contribuye a tal motivo, y en qué medidas y factores esta participación afecta en el ámbito interno uruguayo

Descrição

Palavras-chave

História, Relações internacionais, Tratados de paz, Política internacional, Forças armadas - Atividades políticas, Política externa uruguaia, Política Exterior uruguaya

Como citar

VALES, Tiago Pedro. Política externa, Forças Armadas e Operações de paz: as contribuições uruguaias. 2011. 119 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, 2011.