Contribuição ao estudo bioquímico de frutas tropicais e exóticas produzidas no Brasil: pectina, açúcar e proteína

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-08-21

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O presente trabalho teve como proposta a caracterização de pectina, proteínas e açúcares de frutas tropicais e exóticas produzidas no Brasil, além do desenvolvimento de método de extração de pectina e estudo de sua viabilidade como ingrediente. A pectina, os açúcares e as proteínas, são biomoléculas de grande relevância no processo de fabricação de alimentos como doces, geléias, polpas, sucos, sorvetes, entre outros. Os frutos podem sofrer a ação de enzimas durante seu amadurecimento e processamento e por isso, o conhecimento e controle dessas proteínas são de fundamental importância para garantir a estabilidade do produto final. Outro ponto de interesse é a quantificação e qualificação dos açúcares presentes, pois suas concentrações em conjunto com os ácidos orgânicos estabelecem a qualidade sensorial harmônica da fruta. O conhecimento dessas concentrações e proporções pode ser determinante na avaliação do padrão de qualidade de uma matéria-prima e no preparo de uma formulação. Assim determinou-se o teor de pectina das frutas in natura, que variou de 10,50% na polpa de mangostão até a ausência de pectina na de massala. Desenvolveu-se, através de planejamento experimental, uma técnica de extração de pectina, em pH 1,6 a 90°C por 50 minutos. Ela levou a um rendimento de 30% e teor de 9% pectina no extrato. Esta técnica foi testada para aquelas frutas que apresentaram bom potencial para extração e se mostrou bastante eficiente para canistel, cajá-manga, goiaba, polpa de abacate, azeitona-do- Ceilão, casca de manga, polpa de fruta-pão e casca de maracujá. Os géis obtidos apresentaram viscosidade variando de 1880cp a 562cp e na maioria dos casos superior à viscosidade dos géis obtidos pela técnica padrão. As frutas apresentaram concentração de açúcares totais variando de 7,69g.ml-1, na bunchosia, a 0,13g.ml-1, na casca de cacau...
This paper has proposed the characterization of pectin, protein and sugar of tropical and exotic fruits produced in Brazil, besides the development of methodology of extraction of pectin and the study of its viability as an ingredient. Pectin, sugars and proteins are biomolecules of great importance in the manufacture of foods such as jams, jellies, fruit pulps, juices, ice creams, among others. The fruits may suffer the action of enzymes during the ripening and processing so the study and control of these proteins is of main importance for the stability of the final product. Another point of interest is the quantification and qualification of the sugars, because their concentrations together with the organic acids provide the harmonic sensory quality of fruit. Knowledge of these concentrations and proportions may be decisive in assessing the quality of a raw material and the preparation of a formulation. Once, it was determined the content of pectin in the fruit in natura, which ranged from 10.50% for the pulp of mangosteen to the absence of pectin in the massala one. It was developed, using experimental design, a technique of extraction of pectin at pH 1.6 and 90°C for 50 minutes. It showed a yield of 30% and content of pectin in the extract of 9%. This technique was tested for those fruits that had good potential for extraction and was very efficient for egg fruit, ambarella, guava, avocado pulp, Ceylon olive, mango peel, bread fruit pulp and passion fruit peel. The gels had viscosity ranging from 1,880cp to 562cp and in most cases higher than the viscosity of the gels obtained by the standard technique. The fruits showed total sugars content varying from 7,69g.ml-1, for bunchosia, to 0,13g.ml-1, for cocoa hulls. On the other side, the content of reducing sugars varied from 3,63g.ml-1, for atemoya pulp, for 0,18g.ml-1, of avocado. Those who had higher reducing sugar content compared... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Biotecnologia, Frutas tropicais, Pectina, Planejamento experimental, Frutas tropicais e exóticas, Biotechnology

Como citar

RODRIGUES, Luciana Amaro. Contribuição ao estudo bioquímico de frutas tropicais e exóticas produzidas no Brasil: pectina, açúcar e proteína. 2009. 110 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Química, 2009.