A estrutura da comunidade ictioplanctônica na região de desembocadura do rio Paranapanema no reservatório de Jurumirim, (SP)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011-07-20

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O objetivo do presente estudo foi analisar a estrutura da comunidade ictioplanctônica, no rio Paranapanema, em dois tributários e em três lagoas laterais na região de desembocadura do rio Paranapanema no reservatório de Jurumirim (SP), e suas possíveis relações com alguns fatores ambientais. As coletas foram realizadas quinzenalmente, de outubro de 2007 a março de 2008, no período noturno. Foram utilizadas redes de plâncton cônico-cilndrica, de malhagem 0,05 mm, equipadas com fluxômetro para a obtenção do volume de água filtrada, a qual foi arrastada junto a subsuperfície, durante 10 minutos. Foram realizadas análises de correlação entre as densidades de ovos e larvas e algumas variáveis ambientais para cada local de estudo. Durante os seis meses de coletas, foram capturados 8806 ovos e 779 larvas. A análise da distribuição quinzenal mostrou que as maiores densidades médias de ovos e larvas foram observadas na segunda quinzena de janeiro. Quanto à composição das larvas no rio Paranapanema, as maiores densidades foram de Pimelodus maculatus, seguidas por Characiformes e por Bryconamericus spp. Nas lagoas, os três táxóns mais abundantes foram Apareiodon spp., P. maculatus e Characidae. Nos tributários, os táxons mais representativos foram P. maculatus, H. aff. malabaricus, e Siluriformes. As maiores densidades tanto para ovos como para larvas ocorreram nos meses que compreendem o período reprodutivo da maioria das espécies de peixes, o qual corresponde ao período de temperaturas mais elevadas e de maior pluviosidade. O maior número de ovos coletados quando comparado às larvas, indicam que a parte alta do rio Paranapanema é usada com local de desova de várias espécies, e posteriormente como local de deriva até as larvas atingirem os locais de desenvolvimento...
This study aimed to analyze the structure of the ichthyoplakton community, in the Paranapanema River, in two tributaries and in tree lateral lakes in the mouth zone of Paranapanema River into Jurumirim Reservoir (São Paulo State), and their possible relationships with some environmental factor. Samplings were done fortnightly, from October 2007 to March 2008, during the night. Conic cylindrical plankton nets of 0.5 mm mesh size were used, equipped with flowmeter to obtain the filtered volume, in 10- minutes hauls at the surface. Correlations analyses were done between eggs and larvae densities, and some environmental variables for each study site. During 6 sampling months, 8806 eggs and 779 larvae were captured. Fortnightly distributions showed that the highest eggs and larvae mean densities were observed in late January. In relation to larvae composition in Paranapanema River, the greatest densities were of Pimelodus maculatus, followed by Characiformes and by Bryconamericus spp. In the lakes, the three most abundant taxa were: Apareiodon spp., P. maculatus and Characidae. In tributaries, the most representative taxa were P. maculatus, Hoplias aff. malabaricus and Siluriformes. The greatest densities, not only to eggs but also to larvae, occurred in the months comprehending the reproductive period of most fishes, which corresponds to the period of elevated temperatures and intense precipitation. When comparing the highest number of eggs and larvae collected, it seems that Paranapanema River is used as hatching site of several species, and posteriorly as drift site until the larvae reach the development sites downstream. The ichthyoplankton community is composed meanly by small and medium size, sedentary or that perform short migrations. Besides been likely local for the development... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Peixe - Larva, Ictiologia - Paranapanema (SP), Rio

Como citar

SUIBERTO, Mirian Rodrigues. A estrutura da comunidade ictioplanctônica na região de desembocadura do rio Paranapanema no reservatório de Jurumirim, (SP). 2011. 132 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Botucatu, 2011.