Fresamento de madeiras de média densidade: MDF

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

The technological expansion and market manufactured wood as wood paneling makes the research of processes involving this material are increasingly necessary . The present study examines the milling process MDF - fiberboard with average density endmill with helical teeth , with the analysis of the surface finish by evaluating the surface roughness ( Ra) and analysis of the power consumption . We analyzed three types of cuts in milling : concordant , discordant , and cut top . We used 5 rpm (6000 , 8000 , 10000 , 12000 and 14000 RPM) , establishing five-speed cutting, 301 , 402 ,502, 603 and 703 m / min respectively. Five forward speeds and 4, 6, 8, 10 and 12 m / min. Each condition was repeated six times , totaling 180 tests. The results of roughness were obtained from rugosimeter data and the power consumption were obtained by Hall-effect sensor . These results were statistically analyzed using analysis of variance and Tukey test . Finally it was concluded that there are few significant differences between the results themselves vary roughness when cutting speeds and feed and no major differences in power consumption . The best surface quality and lower power consumption were for cutting speed of 703 m / min . To varying forward speed , the speed of 4 m / min showed better surface quality and lower power consumption
A expansão tecnológica e de mercado de madeira industrializada como painéis de madeira faz com que as pesquisas dos processos que envolvem esse material sejam cada vez mais necessárias. O presente trabalho estuda o processo de fresamento de MDF – painel de fibras de média densidade com fresa de topo com dentes helicoidais, apresentando a análise do acabamento superficial através da avaliação da rugosidade (Ra) e análise da potência consumida. Foram analisados três tipos de cortes no fresamento: concordante, discordante, e corte de topo. Utilizou-se 5 rotações (6000, 8000, 10000, 12000 e 14000 RPM), estabelecendo cinco velocidades de corte, 301; 402; 502; 603 e 703 m/min respectivamente. E 5 velocidades de avanço 4, 6, 8, 10 e 12 m/min. Cada condição foi repetida seis vezes, totalizando 180 ensaios. Os resultados de rugosidade foram obtidos através de rugosímetro e os dados de potência consumida foram captados por sensor de efeito Hall. Esses resultados foram analisados estatisticamente através de análise de variância e teste de Tukey. Concluiu-se por fim que há poucas diferenças significativas entre os resultados de rugosidade quando variam-se as velocidades de corte, e de avanço e há maiores diferenças quanto a potência consumida. A melhor qualidade superficial, e o menor consumo de potência foram para a velocidade de corte de 703 m/min. Para a velocidade de avanço variando, a velocidade de 4 m/mim apresentou melhor qualidade superficial e menor consumo de potência

Descrição

Palavras-chave

Usinagem, Painéis de madeira, Superficies - Preparação, Aspereza de superfície, Maquinas-ferramenta - Controle numerico, Fresadoras, Machining

Como citar

BARROS, Vinícius Rodrigues. Fresamento de madeiras de média densidade: MDF. 2013. 76 f. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Engenharia Industrial Madeireira) - Universidade Estadual Paulista “Júlio de mesquita Filho”, Campus Experimental de Itapeva, 2013.