Utilização de membranas de L-PRF junto à instalação de implantes unitários em área anterior de maxila: estudo clínico randomizado

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-01-21

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Para evitar a ocorrência de defeitos de tecido mole ao redor de implantes, um volume adequado de tecido (ósseo e mole) deve estar presente. Uma segunda geração de concentrado de plaquetas, denominada fibrina rica em plaquetas e leucócitos (L-PRF), foi desenvolvida na França. Pesquisas têm mostrado resultados positivos com o uso de L-PRF durante a colocação de implantes, melhorando a cicatrização dos tecidos moles e a osseointegração. O objetivo deste estudo foi avaliar se o uso de membranas de L-PRF associado à colocação de implantes unitários em área anterior de maxila gera aumento da espessura do tecido mole. Vinte e sete pacientes com indicação para instalação de implante unitário na região foram divididos aleatoriamente entre grupo teste (implante + L-PRF, n=14) e grupo controle (implante, n=13). Os procedimentos cirúrgicos foram realizados por um único operador. A espessura do tecido mole foi avaliada clinicamente previamente ao tratamento cirúrgico e após três meses da cirurgia. Os resultados mostraram que neste tempo de acompanhamento houve ganho na espessura do tecido mole vestibular ao implante (1,86±0,49 mm para 2,49±0,51 mm), bem como redução do defeito do rebordo na região (1,82±0,77 mm para 1,18±0,89 mm) no grupo teste. Não houve diferença significativa intragrupo no grupo controle para nenhum dos parâmetros avaliados. Concluiu-se que o uso de membranas de L-PRF gerou aumento da espessura de tecido mole quando associado à colocação de implante unitário em área anterior de maxila.
To prevent the occurrence of soft tissue defects around implants, an adequate amount of bone and soft tissue volume should be present. A second generation of platelet concentrate, named Leucocyte and platelet-rich fibrin (PRF), was developed in France. Research has shown positive results with the use of PRF during implant placement, improving soft tissue healing and osseointegration. The aim of this study was to evaluate whether the use of L-PRF membranes associated with implant placement in anterior maxilla presents an increase in soft tissue thickness. Twentyseven patients requiring single implant placement in the area were randomly divided into test group (implant + L-PRF, n=14) and control group (implant, n=13). Surgical procedures were performed by a single operator. Soft tissue thickness was clinically assessed at baseline and 3 months after surgery. The results showed that, at this time of follow-up, there was a gain in vestibular soft tissue thickness (1.86 ± 0.49 mm to 2.49 ± 0.51 mm), as well as a reduction in the buccal bone defect in the region (1.82 ± 0.77 mm to 1.18 ± 0.89 mm) in the test group. There was no significant intragroup difference in the control group for any of the evaluated parameters. It was concluded that the use of L-PRF membranes can lead to an increase in soft tissue thickness when associated with a single implant placement in the anterior maxilla area.

Descrição

Palavras-chave

Implantes dentários, L-PRF, Fibrina rica em plaquetas e leucócitos, Aumento de tecido mole, Engenharia tecidual, Dental implant, L-PRF, Leucocyte and platelet-rich fibrin, Soft tissue augmentation, Tissue engineering, Partially edentulous jaw

Como citar