Responsividade das variáveis de composição corporal, perfil lipídico e nível de atividade física de mulheres em tratamento para o câncer de mama ao treinamento combinado

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2018-02-27

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Câncer é considerado atualmente uma das principais causas de mortalidade. O câncer de mama é o tipo de câncer que mais afeta mulheres em todo o mundo e a prática de exercício físico pode melhorar diversos aspectos afetados pela doença ou pelo seu tratamento como: composição corporal, perfil lipídico e glicêmico e nível de atividade física. No entanto, há necessidade de mais estudos que avaliem as respostas individuais ao treinamento físico de mulheres sobreviventes de câncer de mama que estão sob tratamento hormonal. Objetivo: Analisar o efeito do treinamento combinado e a resposta individual de mulheres pós menopausa em tratamento para o câncer de mama com inibidores de aromatase ao treinamento nas variáveis de composição corporal, perfil metabólico e nível de atividade física habitual. Métodos: Participaram do estudo 36 mulheres sobreviventes de câncer de mama que fazem uso de inibidores de aromatase, randomizadas em grupo exercício (n=18) e controle (n=18). As avaliações foram realizadas nos momentos pré e após 24 semanas de treinamento combinado. Foram realizadas medidas antropométricas, composição corporal por meio do DEXA, exames bioquímicos sanguíneos (colesterol total e frações, glicemia e triglicérides) e pratica de atividade física por meio de acelerômetros. O treinamento combinado consistiu de três sessões semanais com duração de aproximadamente 1h40 minutos. As participantes do grupo exercício foram distribuídas em dois grupos de acordo com o percentual de mudança na massa corporal gorda para análise da responsividade. As análises estatísticas foram realizadas no programa SPSS, versão 21 e significância estabelecida em 5%. Resultados: O treinamento foi efetivo para reduzir a gordura corporal e aumentar a pratica de atividade física por semana (p<0,05). O grupo todo apresentou grande variação nas respostas ao treinamento em todas as variáveis estudadas. Quanto a responsividade, quando separadas pela mudança percentual na massa corporal gorda, as participantes que apresentaram respostas positivas ao treinamento foram as que apresentaram melhora nas variáveis de IMC (-0,03%), massa total (-4,1%) e de composição corporal quando comparadas ao grupo não responsivo e grupo controle (p<0,05). Conclusão: O treinamento combinado é efetivo na melhora da composição corporal, bem como tem potencial para aumento do nível de atividade física de mulheres que tomam inibidores de aromatase para tratamento do câncer de mama e variáveis de composição corporal podem interferir na resposta ao treinamento combinado dessa população.
Cancer is currently considered a major cause of mortality. Breast cancer is the type of cancer that more affects women in the world and the practice of physical exercise can improve several aspects affected by the disease or its treatment such as body composition, lipid and glycemic profile and level of physical activity. However, more studies are needed to assess individual responses to physical training of women who are undergoing hormone treatment. Objective: To analyze the effect of combined training and the responsiveness of postmenopausal women on treatment for breast cancer with aromatase inhibitors to training in variables of body composition, metabolic profile and habitual physical activity level. Methods: Thirty-six survivors of breast cancer using aromatase inhibitors, randomized in group exercise (n = 18) and control (n = 18) participated in the study. The evaluations were performed in the pre and post 24 weeks of combined training. It were evaluated anthropometric measurements, body composition through DEXA, blood biochemical tests (total cholesterol and fractions, glycemia and triacylglycerol) and physical activity through accelerometers. The combined training consisted of three weekly sessions lasting approximately 1h40 minutes. Participants in the exercise group were divided into two groups according to the percentage change in body fat mass for the analysis of responsiveness. Statistical analyzes were performed in the SPSS program, version 21 and significance was set at 5%. Results: The training was effective in reducing body fat and increasing physical activity per week (p<0.05). The whole group presented a wide variation in the responses to training in all variables studied. Regarding responsiveness, when participants were separated by the percentage change in fat body mass, participants who presented positive responses to training were those who showed improvement in BMI (-0.03%), total mass (-4.1%) and body composition when compared to nonresponsive group and control group (p<0.05). Conclusion: Combined training is effective in improving body composition, as well as has the potential to increase the level of physical activity of women taking aromatase inhibitors for breast cancer treatment and body composition variables may interfere in the response to combined training of this population.

Descrição

Palavras-chave

Câncer de mama, Inibidores de aromatase, Responsividade, Treinamento combinado, Breast cancer, Aromatase inhibitors, Responsiveness, Combined training

Como citar