Incidência de fungos em pós-colheita de banana 'Prata anã'(Musa AAB)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2006-03-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Grupo Paulista de Fitopatologia

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Este trabalho teve por objetivo determinar a ocorrência e a freqüência de fungos em banana 'Prata anã' e elucidar o agente causal das podridões em pós-colheita de frutos provenientes do norte de Minas Gerais. Dois métodos de isolamento foram adotados: diluição em placas, a partir da lavagem de frutos verdes, e direto de frutos maduros. Os fungos Colletotrichum musae, Trichoderma harzianum, Fusarium equisetii, Penicillium sp. Aspergillus parasiticus, Trichothecium roseum, Colletotrichum acutatum, Alternaria sp., Cladosporium musae e Curvularia lunata foram os mais freqüentemente associados aos frutos. A patogenicidade desses fungos foi testada pela substituição de discos da casca de frutos verdes por discos de micélio. Colletotrichum musae apresentou área média lesionada em torno do ponto de inoculação igual a 5,8 cm², enquanto para os demais fungos testados não passou de 1,50 cm². Os resultados mostraram que C. musae é o agente primário das podridões dos frutos examinados com 100 % de incidência e os demais fungos limitaram-se a necrosar os ferimentos em torno do ponto de inoculação. O modo de infecção latente, causada por C. musae, parece favorecer, primeiramente, a colonização interna dos tecidos e, posteriormente, a ação dos fungos oportunistas, que aceleram as podridões nos frutos e na coroa.

Resumo (inglês)

The objetive of this work were to determine the occurrence and frequency of fungus in 'Prata anã' banana and to elucidate the causal agent of post harvest rots on fruits from Jaíba, Minas Gerais, Brazil. Two isolation methods were used: diluition in placs from whashed green fruits and direct of mature fruits. The fungus Colletotrichum musae, Trichoderma harzianum, Fusarium equisetii, Penicillium sp., Aspergillus parasiticus, Trichothecium roseum, Colletotrichum acutatum, Alternaria sp., Cladosporium musae and Curvularia lunata were the more freqüentilly associated to fruits. The fungus pathogenicity were tested by substituition of green fruits pell discs for micellium discs. Colletotrichum musae showed lesioned average area arround of inoculation point equal to 5,8 cm², while in the remaining of fungus tested the lesioned average area were smaller than 1,50 cm². This results showed that C. musae is the primary agent of examined fruits rotteness, with 100 % of incidence while the remaining of fungus were limited to attach the injury arround of inoculation point. The latent infection mode caused by C. musae favour firsty the tissue external colonization and after the opportunists fungus accelerate the fruits and crown rotteness.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Summa Phytopathologica. Grupo Paulista de Fitopatologia, v. 32, n. 1, p. 67-70, 2006.

Itens relacionados

Financiadores