O uso de técnicas geoestatísticas para o mapeamento da vulnerabilidade natural do Aquífero Guarani em área de recarga: aplicação na região de Ribeirão Bonito - SP

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2014-03-21

Orientador

Sturaro, José Ricardo

Coorientador

Pós-graduação

Geociências e Meio Ambiente - IGCE

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

The Guarani Aquifer has recharge areas where it is exposed and therefore subject to contamination by effluents and tailings deposited on soils that cover this areas. Therefore it is extremely important the knowledge of his natural vulnerability, contributing for their protection at all levels. The project presents an alternative and quantitative form of mapping the natural aquifer vulnerability by applying the method AVI. The AVI Index, used as a measure of vulnerability, requires the ratio between the thickness of the unsaturated zone and the permeability of the tested point. Given that the AVI Index, target of this study, presented in classes of vulnerability, it was opted for the use of non-parametric geostatistics, ie, calculating the average values for the thickness of the unsaturated zone and for the permeability . It was used the indicative kriging to obtain the results since it can provide the results in probabilistic classes. The result is represented by the maps of the permeability and the vulnerability of the study area located in Ribeirão Bonito-SP

Resumo (português)

O Aquífero Guarani possui áreas de recarga onde ele encontra-se exposto e, portanto, sujeito à contaminação por efluentes e rejeitos depositados sobre os solos que o cobrem. Por isso, é de extrema relevância o conhecimento do seu grau de vulnerabilidade natural, contribuindo para sua proteção em todos os níveis. O projeto apresenta uma forma alternativa e quantitativa para o mapeamento da vulnerabilidade natural de um aquífero através da aplicação do método AVI. O Índice AVI, utilizado como medida da vulnerabilidade, requer a razão entre a espessura da zona insaturada e a permeabilidade do ponto ensaiado. Tendo em vista que o Índice AVI, alvo deste estudo, apresenta-se em classes de vulnerabilidade, optou-se pelo uso da geoestatística não paramétrica, ou seja, calculando-se os valores médios tanto para a espessura da zona insaturada como para a permeabilidade. Empregou-se a krigagem indicativa para obterem-se os resultados, visto que ela pode fornecer as respostas em classes probabilísticas. O resultado final é representado pelos mapas da permeabilidade e de vulnerabilidade da área de estudo localizada na região de Ribeirão Bonito-SP

Descrição

Idioma

Português

Como citar

FERREIRA, Gabriela Trigo. O uso de técnicas geoestatísticas para o mapeamento da vulnerabilidade natural do Aquífero Guarani em área de recarga: aplicação na região de Ribeirão Bonito - SP. 2014. 97 f. Dissertação - (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2014.

Financiadores