Comportamento de cafeeiros (Coffea arabica L. cv. mundo novo) oriundos de ecossistemas diversos, sob condições uniformes

Imagem de Miniatura

Data

1983-01-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade de São Paulo (USP), Escola Superior de Agricultura

Resumo

Estudou-se o desempenho de cafeeiros (Coffea arabica L. cv. Mundo Novo) originários de quatro ecossistemas diferentes (sombra, meia sombra, pleno sol e casa de vegetação), quando submetidos a condições de campo. Realizaram-se avaliações da morfologia, desenvolvimento e produtividade biológica do cafeeiro. Efetuaram-se também determinações da nutrição mineral, infestação de pragas e solarização. O crescimento em altura revelou-se superior nas plantas originárias de casa de vegetação e meia sombra. O número de ramos mostrou-se mais elevado em cafeeiros provenientes de locais mais ensolarados, sendo que plantas originárias de locais mais sombreados apresentaram maior número de folhas por ramo. Nestes três parâmetros notou-se uma tendência de recuperação nas condições de campo em cafeeiros provenientes de sombra. O peso da matéria seca foliar revelou-se mais elevado em plantas oriundas de meia sombra e mais baixo naquelas provenientes de casa de vegetação, sendo que nos dois ocorreu adaptação às condições de campo num período de 75 dias. O peso da matéria seca do caule e das raízes mostrou-se mais alto nos cafeeiros originários de casa de vegetação, sendo que a melhor adaptação às condições uniformes também ocorreu com as plantas oriundas da sombra. Quanto ao aspecto nutricional, determinaram-se teores mais elevados de N foliar em plantas oriundas de pleno sol e níveis mais altos de P e Ca em cafeeiros originários de meia sombra. Esse tratamento promoveu também acúmulo de Zn no cafeeiro. O caule dos cafeeiros mostrou teores de nutrientes inferiores às folhas, exceto o nível mais alto de Zn e os níveis semelhantes de Cu. Plantas originárias de pleno sol apresentaram teores mais elevados de Ca e S. As raízes mostraram níveis de nutrientes superiores ao caule e inferiores às folhas, exceto no caso do Cu, Zn e Mn, que se revelaram mais altos no sistema radicular. O nível de infestação de Perileucoptera coffeclla mostrou-se mais elevado nas plantas provenientes de casa de vegetação, sendo que cafeeiros originários de locais sombreados revelaram-se pouco afetados. A infestação de Coccus viridis revelou-se sempre mais elevada em plantas provenientes de meia sombra. Cafeeiros oriundos de pleno sol e ca sa de vegetação não sofreram solarização, sendo que aqueles provenientes de meia sombra e sombra sofreram danos crescentes nas folhas. Sombreamento afetou o desenvolvimento dos cafeeiros em função de sua intensidade e interação com outros fatores bióticos e abióticos do ecossistema.
It was studied the behavior of coffee plants (Coffea arabica L. cv. Mundo Novo) originated from different environment conditions (shade, half shaded, unshaded and greenhouse) when submited to field conditions. It was realized evaluations on morphology, development, and biological productivity of coffee plants. It was verified nutrient levels, attack of insects and unfavourable effects of sun radiation on leaves. Plants originated from greenhouse and half shaded conditions showed higher growth. Higher number of branches were observed in plants from clarity conditions, and plants from more shaded conditions showed higher number of leaves by branch. Plants originated from shaded conditions showed a tendency of recuperation in field conditions. Coffee plants from half shaded conditions presented higher leaf dry weight tham plants originated from greenhouse. Both presented good adaptation in field conditions after 75 days. Stems and roots dry weith where heigher in coffee plants originated from greenhouse conditions. It was determined higher N levels in leaves of plants from unshaded conditions, and higher P and Ca levels in plants from half shaded conditions. Half shaded conditions promoted accumulation of Zn In coffee plants. Stems presented nutrient levels higher tham leaves, except for Zn and Cu. Plants originated from unshaded conditions showed higher Ca and S levels. Roots presented nutrient levels higher tham leaves except for Cu, Zn, and Mn. Data of infestation of leaves with Perileucoptera coffeella have pointed out a higher incidence in greenhouse conditions, cof fee plants in more shaded conditions showed lower incidence of the insect. Infestation of Coccus viridis presented higher incidence on plants originated from half shaded conditions. Coffee plants from unshaded and greenhouse conditions did not present sunburn spots on leaves, however plants from half shaded and shaded conditions where considerably danified. Shade affected the growth of coffee plants in function of its intensity and interaction with other biotics and abiotics factors of ecossistem.

Descrição

Palavras-chave

Como citar

Anais da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Universidade de São Paulo (USP), Escola Superior de Agricultura, v. 40, n. 1, p. 1-32, 1983.

Coleções