Oral candidosis by Candida albicans in normal and xerostomic mice

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2004-09

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica - SBPqO

Resumo

The aim of this study was to analyze the effect of sialoadenectomy on the development of oral candidosis after one or four inoculations of Candida albicans. Initially, a suspension containing 10(8) cells/ml of C. albicans ATCC 36801 was prepared. Seventy-eight sialoadenectomized mice and a similar amount of mice with normal salivary flow received a single inoculation of C. albicans suspension. Another group with a similar number of mice received 4 inoculations. The control group consisted of 6 sialoadenectomized mice and 6 mice with normal salivary flow that were not inoculated with C. albicans. Candidosis development was studied histologically in the tongue of the animals 1, 2, 3, 5, and 8 days after inoculation and at 15-day intervals up to 165 days. According to the results obtained, it could be concluded that sialoadenectomy and a higher frequency of yeast inoculation influenced the presence and extension of candidosis lesions.
O objetivo deste estudo foi analisar o efeito da sialoadenectomia sobre o desenvolvimento da candidose oral após uma ou quatro inoculações de Candida albicans. Inicialmente, uma suspensão contendo 10(8) células/ml de C. albicans ATCC 36801 foi preparada. Setenta e oito camundongos sialoadenectomizados e mesma quantidade de camundongos com fluxo salivar normal receberam uma única inoculação de suspensão de C. albicans. Outro grupo, com o mesmo número de camundongos, recebeu 4 inoculações. O grupo controle consistiu de 6 camundongos sialoadenectomizados e 6 com fluxo salivar normal que não foram inoculados com C. albicans. O desenvolvimento de candidose foi estudado histologicamente na língua dos animais em períodos de 1, 2, 3, 5 e 8 dias após a inoculação e em intervalos de 15 dias até 165 dias. De acordo com os resultados obtidos, conclui-se que a sialoadenectomia e uma maior freqüência de inoculação influenciaram na presença e extensão das lesões de candidose.

Descrição

Palavras-chave

Candidiasis, oral, Candida albicans, Xerostomia, Candidíase bucal, Candida albicans, Xerostomia

Como citar

Brazilian Oral Research. São Paulo, SP, Brazil: Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica - SBPqO, v. 18, n. 3, p. 202-207, 2004.