Padrões de distribuição de espécies de Clusiidae (Diptera, Schizophora) ao longo da Floresta Atlântica

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-03-27

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Padrões de distribuição de espécies de Clusiidae (Diptera, Schizophora) ao longo da Floresta Atlântica. A grande cobertura florestal conhecida como Floresta Atlântica estendia-se, até o século XIX, ao longo da costa brasileira, ocupando uma ampla faixa. Apesar do grande avanço no processo de devastação, a Floresta ainda abriga uma enorme diversidade biológica. O presente trabalho analisou a distribuição de espécies de Clusiidae (Diptera, Schizophora) ao longo da Floresta Atlântica, buscando verificar se os limites de distribuição das espécies dentro desta família são concordantes com os padrões conhecidos para outros grupos cuja presença na região Neotropical pode ser associada à tectônica de placas. Os objetivos deste trabalho foram produzir mapas de distribuição de espécies de clusiídeos ao longo da Floresta Atlântica, comparar esses resultados com os dados de limites de endemismo de outros grupos de organismos e delimitar áreas de endemismo ao longo da Floresta Atlântica. A família Clusiidae possui distribuição em todos os continentes, exceto na África. Na região Neotropical, existem 10 gêneros e 363 espécies descritos. Foi utilizado material de 18 localidades, coletado com rede entomológica, armadilhas Malaise e Möericke. As áreas de endemismo foram delimitadas através do PAE (Analise de Parcimônia de Endemismo) baseado em quadrículas. Ao final, foram identificados 1.005 espécimes e foram registradas 84 espécies pertencentes a seis gêneros. Os clusiídeos apresentaram os seguintes padrões de distribuição geográfica: (1) espécies com ampla distribuição; (2) espécies com distribuição restrita à porção Norte da Floresta; (3) espécies restritas à porção Sul da Floresta; (4) endêmica de São Paulo; e (5) com limite de distribuição no Rio de Janeiro e Espírito Santo. O PAE indicou a existência...
Distributional patterns of Clusiidae species (Diptera, Schizophora) along Brazilian Atlantic Forest. The vast forest cover known as Atlantic Forest extended up widely along the Brazilian coast, until the nineteenth century. Despite its great devastation, the Forest houses a huge biological diversity. This study examined the distribution of Clusiidae species (Diptera, Schizophora) along the Atlantic Forest, aiming to verify if the limits of their distribution are consistent with the patterns known from other groups which presence in the Neotropical Region could be associated with plate tectonics. The objectives of this study were to produce maps of distribution of clusiid species along the Atlantic Forest, to compare these results with data limits of endemism of other groups of organisms and the delimitation areas of endemism along the Atlantic Forest. The Clusiidae are distributed in all continents except Africa. In the Neotropical region there are 10 genera and 363 species described. Material from 18 localities was used, collected with entomological net, Malaise and Möericke traps. The areas of endemism were delimited by PAE (Parsimony Analysis of Endemicity) based on grid. At the end, 1005 specimens were identified in 84 species belonging to six genera. The clusiids showed the following patterns of distribution: (1) species with wide distribution, (2) species with distribution restricted to the Northern portion of the Forest, (3) species restricted to the Southern portion of the Forest and (4) those with their limit of distribution at Rio de Janeiro and Espírito Santo. The PAE resulted in three areas of endemism in the Atlantic Forest: Sergipe/Bahia, Rio de Janeiro/São Paulo and Paraná/Santa Catarina.

Descrição

Palavras-chave

Diptero - Distribuição geográfica, Diptera - Distribuição geográfica, Biogeography, Biodiversity, Endemism

Como citar

NERI GARCEZ, Rodrigo. Padrões de distribuição de espécies de Clusiidae (Diptera, Schizophora) ao longo da Floresta Atlântica. 2009. 59 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, 2009.