Orientação profissional: uma perspectiva clínico-reflexiva do processo de escolha individual

Resumo

Introdução: A proposta de Orientação Profissional se baseia no método clínico-operativo, cujas principais fontes teóricas advém da psicanálise e da psicologia social, colocando o sujeito com sua história, possibilidades e conflitos em primeiro plano. Considerando a importância que o momento da escolha profissional representa para o jovem, nos propomos a realizar atendimentos clínico-individuais baseados na reflexão sobre a dinâmica familiar incluindo conflitos, vivências, expectativas familiares, auto-conhecimento e, principalmente a influência que estas questões exercem sobre a escolha profissional. Objetivos: compreender a história de vida de cada sujeito e as suas articulações com o presente e futuro; investigar as relações familiares e os seus significados no processo de escolha; desenvolver uma metodologia de Orientação Profissional que possibilite uma passagem mais “tranqüila” da fase de escolha profissional e sua inserção no meio universitário. Metodologia: O trabalho foi baseado em um enfoque familiar, utilizando bibliografia apropriada e técnicas como Genograma, que visa um resgate histórico-familiar do sujeito, e na finalização do atendimento foi utilizado o teste LIP (Levantamento de Interesses Profissionais) sugerindo possíveis áreas de atuação profissional. Os atendimentos são realizados semanalmente, totalizando de oito a dez sessões com duração de 50 minutos cada uma, ocorrendo nas seguintes instituições: Centro de Pesquisa e Psicologia Aplicada (CPPA) da UNESP e o colégio Santa Maria Anglo Xereta do município de Assis. Resultados: a preocupação deste trabalho é de não colocar a questão da escolha profissional como uma decisão pronta e exteriorizada do sujeito, assim este processo não é visto apenas como auxílio na escolha de uma ocupação, mas sim como parte do processo de busca da identidade pessoal. O trabalho possibilita pensar o processo de Orientação Profissional vinculado a todos os aspectos da vida do indivíduo, modificando a idéia inicial de testagem que os adolescentes traziam, e dessa maneira ocorre uma ampliação do auto-conhecimento desses jovens no processo decisório de mais uma escolha em sua vida.

Descrição

Palavras-chave

Como citar