Câncer e odontologia: a importância do tratamento odontológico na prevenção e tratamento da mucosite oral

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-02-28

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A mucosite oral é um dos principais efeitos colaterais da terapia antineoplásica de cabeça e pescoço. Ela se apresenta inicialmente por uma inflamação da mucosa, seguida de ulcerações, sangramentos na cavidade bucal que pode causar dor, desconforto, ardência e dificuldades para se alimentar. Em pacientes onde ela ocorre, dependendo do seu grau e gravidade muitas vezes, o tratamento antineoplásico tem que ser interrompido por conta das suas manifestações e sintomatologia. Assim se torna imprescindível o acompanhamento do tratamento oncológico por um cirurgião dentista para que os efeitos colaterais deste tratamento, incluindo principalmente a mucosite posam ser controlados e o médico possa retomar o tratamento antineoplásico. Importante salientar que, se o paciente, assim que for diagnosticado o seu câncer e o tipo de tratamento ao qual ele será submetido, for orientado a procurar ou realizar o acompanhamento concomitante com o cirurgião dentista, as chances da mucosite se desenvolver ou chegar em estágios avançados, prejudicando a qualidade de vida do paciente e o seguimento do tratamento são mínimas. Este trabalho tem por objetivo realizar uma revisão de literatura sobre os tratamentos antineoplásicos e suas consequências com enfoque na mucosite, sua etiologia, sintomatologia e tratamento.
Oral mucositis is one of the main side effects of head and neck antineoplastic therapy. It is initially presented by an inflammation of the mucosa, followed by ulcerations, bleeding in the oral cavity that can cause pain, discomfort, burning and difficulties in eating. In patients where it occurs, depending on its degree and severity, antineoplastic treatment often has to be interrupted due to its manifestations and symptomatology. Thus, it becomes essential that the oncological treatment be monitored by a dentist so that the side effects of this treatment, including mainly mucositis, can be controlled and the doctor can resume the antineoplastic treatment. It is important to point out that, if the patient, as soon as his cancer is diagnosed and the type of treatment he will be submitted to, is instructed to seek or carry out concomitant follow-up with the dental surgeon, the chances of mucositis developing or arriving in stages advanced, impairing the patient's quality of life and treatment follow-up are minimal. This work aims to carry out a literature review on antineoplastic treatments and their consequences with a focus on mucositis, its etiology, symptomatology and treatment.

Descrição

Palavras-chave

Neoplasias bucais, Antineoplásicos, Mucosite, Mouth neoplasms, Antineoplastic agents, Mucositis

Como citar