Os labirintos da memória em Orfãos do Eldorado de Milton Hatoum

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo

This article aims to analyze aspects of Orfãos do Eldorado (2008), by Milton Hatoum, to elucidate the plot construction by the use of memory, which articulates three narrative perspectives: the mythic, the social-historic and the mythic-social-personal. This process presents as a result a textual configuration marked by a contemporary diction, by the creative work and by a certain lyricism that allows us to say, as Tania Pellegrini and Alfredo Bosi, that there is a ‘revisitated’ regionalism in this author work.
Este artigo busca analisar aspectos da obra Órfãos do Eldorado (2008), de Milton Hatoum, com o intuito de elucidar a construção do enredo por meio da utilização da memória que articula três planos possíveis de narrativa: a mítica, a histórico-social e a mítico-histórico pessoal. Esse processo tem como resultado a configuração de um texto marcado por dicção contemporânea, pelo rigor criativo e por certo lirismo, responsáveis pelo desenho do regionalismo revisitado que Tania Pellegrini e Alfredo Bosi atribuem ao fazer narrativo de Hatoum.

Descrição

Palavras-chave

Milton Hatoum, Órfãos do Eldorado, literatura brasileira contemporânea, narrativa poética, memória e trauma, lenda do Eldorado, memory, history, myth, Eldorado tale

Como citar

Recorte, v. 9, n. 1, p. 1-12, 2012.