A inserção dos refugiados sírios no mercado de trabalho no município de são paulo/sp: trabalho, território e migrações forçadas

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2019-04-15

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Os problemas referentes à situação dos refugiados ganharam destaque nas últimas décadas com o grande aumento no número de pessoas que deixaram seus países de nacionalidade em busca de segurança e proteção em outros países. Esse período é marcado também por profundas transformações nas formas de organização social, tendo o trabalho assumido um papel central nessas mudanças. A hipótese inicialmente levantada é de que o crescimento do número de pessoas deslocadas é resultado de uma síntese de variadas determinações resultantes das transformações sociais inerentes ao processo de expansão do capital. Essas mudanças ocorridas em escala global, colocaram em movimento grande quantidade de pessoas destituídas de formas e meios de sobrevivência. Além desse fenômeno, essas metamorfoses inerentes ao processo de acumulação do capital influenciam também no processo de integração social desses deslocados nos países de destino, já que no contexto de formação de uma população que atenda às necessidades dessa expansão, há uma orientação na qualificação profissional para a inserção desse contingente no mercado de trabalho, que apresenta-se como ação intermediante do homem com o meio na busca de se integrar no país de refúgio e que é norteada por essas necessidades do capital. A análise a partir dessa hipótese auxiliada pela literatura referente aos temas abordados e com a realização de uma série de entrevistas com os envolvidos nesse processo, proporcionou novas perspectivas para a compreensão desse fenômeno e as estratégias para mitigar os problemas enfrentados por essa população na cidade de São Paulo.
Problems relating to the refugee situation have gained prominence in recent decades with the large increase in the number of people who have left their countries of nationality in search of security and protection in other countries. This period is also marked by deep transformations in the forms of social organization, with work assuming a central role in these changes. The hypothesis initially raised is that the growth of the number of displaced persons is the result of a synthesis of various determinations resulting from the social transformations inherent in the process of capital expansion. These changes on a global scale have set in motion a large number of people deprived of forms and means of survival. In addition to this phenomenon, these metamorphoses inherent to the process of capital accumulation also influence the social integration process of these displaced persons in the countries of destination, since in the context of the formation of a population that meets the needs of this expansion, there is an orientation in the professional qualification for the insertion of this contingent in the labor market, which presents itself as the intermediate action of man and the environment in the search for integration in the country of refuge and which is guided by these needs of capital. The analysis based on this hypothesis supported by the literature on the topics addressed and the accomplishment of a series of interviews with those involved in this process, will provide new perspectives for the understanding of this phenomenon and the strategies to mitigate the problems faced by this population in the city of Sao Paulo.

Descrição

Palavras-chave

Refugiados, Expansão territorial do capital, Mercado de trabalho, Refugees, Territorial expansion of capital, Job market

Como citar