Influência do volume de aplicação na deposição em plantas de milho visando o controle da cigarrinha Dalbulus maidis

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-06-13

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Com o objetivo de avaliar a influência do volume de aplicação na deposição em plantas de milho visando o controle da cigarrinha Dalbulus maidis, conduzido em estufa agrícola. Os volumes de aplicação avaliados foram: 55, 106, 161 e 206 L ha-1). O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com 4 tratamentos (volume de aplicação) e 40 repetições. Os depósitos da pulverização foram determinados pela aplicação do corante alimentício Azul Brilhante FCF na concentração de 2,0 g L-1 associado com inseticida imidacloprido + beta-ciflutrina (Connect®) na dose do produto comercial de 0,7 L ha-1 . Para determinação da quantidade efetiva da solução pulverizada, foram dispostos em cada tratamento 10 coletores (placas de Petri com área de 143 cm²) para determinação do volume real aplicado. Os valores depositados nos coletores, alvos artificiais, cartões hidrossensíveis e plantas foram submetidos à análise de variância e quando significativo, as médias foram comparadas pelo teste Scott-Knott (p<0,05). Para verificar a uniformidade de distribuição os valores de deposição obtidos nas placas de Petri, alvos artificiais e nas plantas de milho foram analisados por Box-plot. Os depósitos da pulverização da calda em plantas de milho aumentaram com o aumento do volume de aplicação de 55 até 206 L ha-1 . Os maiores valores de deposição do inseticida nas plantas foram encontrados na aplicação com o volume de 55 L ha-1 . Em relação a deposição de calda no alvo, foi observado que aumentou com o aumento do volume de aplicação, onde se teve maior deposição com o volume de 206 L ha 1 . Maior volume de aplicação apresentou melhor uniformidade de distribuição do inseticida nos alvos.
With the objective of evaluating the influence of the application volume on the deposition on corn plants in order to control the leafhopper Dalbulus maidis, an experiment was carried out in a greenhouse. The application volumes evaluated were: 55, 106, 161 and 206 L ha-1). The experimental design was completely randomized with 4 treatments (application volume) and 40 replications. spray deposits were determined by applying the food dye Blue Brilliant FCF at a concentration of 2.0 g L-1 associated with insecticide imidacloprid + betacyfluthrin (Connect®) at a dose of 0.7 L ha-1 of the commercial product. To determine the effective amount of the sprayed solution, 10 collectors (Petri dishes with an area of 143 cm²) were arranged in each treatment to determine the actual volume applied. The values of deposited in the collectors, artificial targets, hydrosensitive cards and plants were submitted to analysis of variance and when significant, the means were compared by the Scott-Knott test (p<0.05). To verify the uniformity of distribution, the deposition values obtained in Petri dishes, artificial targets and in corn plants were analyzed by Box-plot. The spraying solution deposits on maize plants increase with increasing application volume from 55 to 206 L ha-1. The highest values of insecticide deposition on plants were found in the application with a volume of 55 L ha-1. Regarding the spray deposition on the target, it was observed that it increased with the increase of the application volume, where there was greater deposition with the volume of 206 L ha-1. Higher application volume showed better uniformity of insecticide distribution on targets.

Descrição

Palavras-chave

Tecnologia de aplicação, Taxa de aplicação, Retenção foliar, Pesticide application technology, Spray rate, Foliar retention

Como citar