Proposta para classificação, segundo a severidade, dos indivíduos portadores de más oclusões do Padrão Face Longa

Resumo

OBJETIVO: o presente estudo teve como objetivo propor um método para classificação, segundo a severidade, dos indivíduos Padrão Face Longa, avaliando sua confiabilidade e reprodutibilidade. METODOLOGIA: foram utilizadas fotografias faciais (frontal, perfil e frontal sorrindo) de 125 crianças Padrão Face Longa (54 do gênero feminino e 71 do gênero masculino), selecionadas apenas considerando-se a morfologia facial, com idades entre 10 anos e 6 meses e 15 anos e 2 meses. As fotografias foram avaliadas, separadamente, por três examinadores, sendo reavaliadas após três semanas, em uma nova disposição aleatória. Os indivíduos foram graduados em três subtipos, de acordo com a severidade: moderado, médio e severo. Para avaliar as concordâncias intra e interexaminadores, foi utilizada a estatística Kappa (k). RESULTADOS: na avaliação intra-examinador, todos os examinadores obtiveram concordâncias substanciais, com o valor de Kappa variando de 0,64 a 0,66, havendo em todos os examinadores 80% ou mais de concordância. Quando comparadas as avaliações interexaminadores, as freqüências de concordância diminuíram, variando de 67,2% a 70,4%. A partir dos valores de Kappa, que variaram de 0,41 a 0,46, a interpretação foi considerada moderada. CONCLUSÕES: com base nesses resultados, o método foi considerado aplicável, com necessidade de complemento de informações provenientes de outros exames rotineiramente aplicados em Ortodontia. A aplicação clínica será demonstrada com intuito de evidenciar os níveis diferentes de severidade das más oclusões do Padrão Face Longa e as características do protocolo de tratamento recomendado.
AIM: The present study aimed to propose a method for classification of long-face patients according to severity, evaluating its reliability and reproducibility. METHODS: The study was conducted on facial photographs (frontal, profile and smiling frontal) of 125 long-face children (54 females and 71 males) aged 10 years and 6 months to 15 years and 2 months, selected only on the basis of facial morphology. The photographs were separately evaluated by three examiners and re-evaluated after three weeks in a different random order. The individuals were divided into three subtypes according to severity as mild, moderate and severe. Intra- and inter-examiner agreement was assessed by Kappa (k) statistics. RESULTS: Intra-examiner evaluation revealed substantial agreement, with Kappa values ranging from 0.64 to 0.66 and 80% or more agreement for all examiners. Evaluation of inter-examiner agreement revealed lower values, ranging from 67.2% to 70.4%, with Kappa values of 0.41 to 0.46, thus indicating moderate agreement. CONCLUSIONS: Based on these results, the method was regarded as applicable, yet it should be complemented with further information from other examinations routinely applied in Orthodontics. Clinical application will be demonstrated to highlight the different degrees of severity of long face pattern malocclusions and the characteristics of the recommended treatment protocol.

Descrição

Palavras-chave

Padrão face longa, Deformidades, Diagnóstico ortodôntico., Análise facial, Severidade, Long face pattern, Deformities, Orthodontic diagnosis., Facial analysis, Severity

Como citar

Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial. Dental Press Editora, v. 12, n. 4, p. 124-158, 2007.

Coleções