Abundância e biomassa de aves em brejos salinos no Sul do Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-08-14

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Os brejos salinos são áreas úmidas que ocorrem nas regiões temperadas, eles possuem predominantemente vegetação herbácea e devido a sua dinâmica de inundações subsidiam em grande proporção a alimentação das espécies que o habitam. Estes ambientes são muito importantes e estão vulneráveis aos impactos da mudança climática e mesmo com sua pequena área apresentam a ocorrência de espécies endêmicas como o bicudinho-do-brejo (Formicivora acutirostris), considerado ameaçado no Paraná e quase ameaçado no mundo pela IUCN. Desta forma, devido a singularidade e fragilidade do ambiente de brejos salinos, compreender as variações espaço temporais na composição da avifauna se faz muito necessário. O objetivo do trabalho é caracterizar a comunidade de aves dos brejos salinos da Ilha do Jundiaquara e Ilha da Folharada, em Guaratuba-PR. Foram realizados censos pelo método de ponto de escuta entre os anos de 2011 e 2018, além de duas amostragens em 2022. As aves foram caracterizadas quanto a sua frequência de ocorrência (FO), sua abundância (IPA), seu status de ocorrência, hábitos, guildas tróficas e biomassa. Registramos 120 espécies pertencentes a 35 famílias, das quais as que apresentaram maior número de espécies foram Tyrannidae, Thraupidae, Hirundinidae, Icteridae e Ardeidae. Estas foram classificadas quanto a FO como muito frequentes, frequentes, infrequentes e escassas. Quanto ao Status como visitantes, acidental, residentes, migratórias e indeterminado. Quanto ao habito como florestais, semi-florestais, palustres, aquáticas, aéreas e campestres. As espécies mais abundantes foram Hirundo rustica, Pardirallus nigricans, Formicivora acutirostris, Agelasticus thilius, Tachuris rubrigastra e Geothlypis aequinoctialis. Constatamos declínios populacionais ao longo dos anos em Serpophaga nigricans, T. rubrigastra, H. rustica, A. thilius e Phleocryptes melanops. Observamos também o desaparecimento de Rallus longirostris e Certhiaxis cinnamomeus que pode estar atribuído à remoção total de braquiárias invasoras que poderiam ter possibilitado o estabelecimento destas espécies nas áreas. No tocante às aves residentes estas foram classificadas entre as guildas tróficas invertívoras, onívoras, granívoras, carnívoras e nectarívoras, a família de aves residentes com maior biomassa foi Rallidae. A guilda dos carnívoros foi a maiss representativa e a biomassa anual se manteve estável. Os brejos salinos subtropicais da Baía de Guaratuba, produzem em média 572,37 gramas de aves residentes por hectare anualmente.
Salt marshes are wetlands found in temperate regions, characterized by herbaceous vegetation and a flooding dynamic that provides abundant food resources for the species inhabiting them. These environments are of great importance and vulnerable to the impacts of climate change. Despite their small size, they host endemic species like the Bicudinho-do-brejo (Formicivora acutirostris), considered threatened in Paraná and near-threatened globally by the IUCN. Given the uniqueness and fragility of salt marsh environments, understanding the spatiotemporal variations in avifauna composition is crucial. This study aims to characterize the bird community of salt marshes on Jundiaquara Island and Folharada Island in Guaratuba, Brazil. Surveys were conducted using the point count method between 2011 and 2018, with two additional samplings in 2022. Birds were characterized by their frequency of occurrence (FO), abundance (IPA), occurrence status, habits, trophic guilds, and biomass. A total of 120 species belonging to 35 families were recorded, with Tyrannidae, Thraupidae, Hirundinidae, Icteridae, and Ardeidae being the most species-rich families. They were classified by FO as very frequent, frequent, infrequent, and rare, while their status included visitors, accidental, residents, migratory, and undetermined. Habit classifications encompassed forest- dwelling, semi-forest, marshland, aquatic, aerial, and grassland species. The most abundant species were Hirundo rustica, Pardirallus nigricans, Formicivora acutirostris, Agelasticus thilius, Tachuris rubrigastra, and Geothlypis aequinoctialis. Population declines were observed over the years for Serpophaga nigricans, T. rubrigastra, H. rustica, A. thilius, and Phleocryptes melanops. The disappearance of Rallus longirostris and Certhiaxis cinnamomeus may be attributed to the complete removal of invasive brachiaria grasses, which could have enabled these species to establish in the areas. Regarding resident birds, they were classified into trophic guilds, including invertivores, omnivores, granivores, carnivores, and nectarivores. The Rallidae family had the highest biomass among resident birds, with the carnivore guild being the most representative. Annual biomass remained stable. Subtropical salt marshes in the Guaratuba Bay produce an average of 572.37 grams of resident birds per hectare annually.

Descrição

Palavras-chave

Aves, Charcos e brejos, Ecologia de populações, Baía de Guaratuba (PR)

Como citar

Guerra, B. M. Abundância e biomassa de aves em brejos salinos no Sul do Brasil. 2023. Dissertação (Mestrado em Biodiversidade de Ambientes Costeiros) - Instituto de Biociências do Campus do Litoral Paulista, Universidade Estadual Paulista, São Vicente, 2023.