Efeito de diferentes tipos de dietas no período de pré-adaptação sobre o comportamento ingestivo e aproveitamento de nutrientes em bovinos Nelore

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2018-03-07

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O objetivo foi avaliar a produção de proteína microbiana, pH e dinâmica ruminal, digestibilidade e degradabilidade ruminal de nutrientes, comportamento ingestivo, seletividade da dieta e imagens termográficas em bovinos Nelore canulados que passaram por período de restrição alimentar ou que consumiram concentrado antes da entrada no confinamento na fase de terminação. O delineamento experimental foi em quadrado latino contemporâneo 3 x 3. Foram utilizados 6 bovinos inteiros, com peso vivo aproximado de 236 ± 23 kg e com 20 meses de idade. Os tratamentos diferiram somente com relação ao tipo de dieta estabelecida na fase de pré-adaptação: Controle (volumoso ad libitum + suplemento mineral); Restrição (volumoso restrito a 1,4% do peso vivo + suplemento mineral) e Concentrado (volumoso ad libitum+ 0,5% do peso vivo de ingredientes). A duração do estudo foi em 115 dias, sendo 3 períodos experimentais (33 dias/período) e dois intervalos de washout (8 dias). Cada período foi dividido em: 14 dias de pré-adaptação, 6 dias em adaptação 1, 6 dias em adaptação 2 e 7 dias na dieta de terminação (72%, 79% e 86% de concentrado, respectivamente). Os dados deste estudo foram analisados pelo PROC MIXED do SAS (2003), sendo o teste de Tukey utilizado para comparação entre médias quando necessário, considerando o nível de 10% de significância. Conclui-se que que animais submetidos à restrição nutricional ou que consumiram ingredientes concentrados antes do confinamento apresentam comportamento ingestivo e aproveitamento dos nutrientes na fase de terminação semelhantes aos de bovinos Nelore sob pastejo ad libitum e que não foi possível identificar distúrbios metabólicos ruminais de bovinos Nelore tendo como base a temperatura externa do animal utilizando câmera termográfica.
The objective was to evaluate if ruminal pH, total tract digestibility, ruminal degradability of the nutrients, feeding behavior and thermography images were similar for cannulated Nellore cattle previously exposed to nutritional restriction or intake of concentrate feedstuffs when the finishing diet was introduced. It was used six 20-mo-old Nellore bulls cannulated in the rumen (236 ± 23 kg), which were randomly assigned to one of two 3 x 3 Latin squares and consequently to the following treatments: Control (forage ad libitum + mineral supplement), Restriction (forage restricted to 1.4% of body weight + mineral supplement) and Concentrate (forage ad libitum + 0.5% of the body weight of concentrate feedstuffs + mineral supplement). Each period lasted 33 days and it was divided as follows: 14 days of exposure to treatments, 12 days of adaptation (72% and 79% concentrate diets for 6 days each), and 7 days of finishing diet containing 88% concentrate (7% sugarcane bagasse, 7% Tifton hay, 73.5% cracked corn grain, 9.0% cottonseed meal, 1.2% urea, 0.8% limestone and 1.5% of a mineral/vitamin supplement containing sodium monensin). The study lasted 115 days, including a washout interval of 8 days that was adopted between periods 1 and 2 and 2 and 3. The data of this study were analyzed by PROC MIXED of the SAS (2003) and the Tukey test was used to compare means when necessary, considering the level of 10% of significance. Based on these results, we concluded that cattle previously exposed to nutritional restriction or intake of concentrate feedstuffs do not presented differences to ad libitum grazing Nellore bovines when the finishing diet was introduced and it was not possible to identify ruminal metabolic disorders of Nellore cattle based on the external temperature of the animal using a thermography camera.

Descrição

Palavras-chave

Metabolismo, Rúmen, Confinamento, Nelore, Acidose, Nutrição de Bovinos, Metabolism, Rumen, Feedlot, Nellore, Acidosis, Cattle Nutrition

Como citar