Política de redução de danos, vulnerabilidade e sexualidade: a opinião de psicólogos que atuam na clinica e no centro de atenção psicossocial - CAPS

Imagem de Miniatura

Data

2011-02-09

Orientador

Maia, Ana Cláudia Bortolozzi

Coorientador

Pós-graduação

Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem - FC

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Uma nova modalidade de atendimento para enfrentar a problemática do uso de drogas e suas consequencias psicossociais refere-se a uma proposta de redução de danos (PRD). Ainda desconhecida por muitos e polêmica entre diferentes profissionais, essa proposta representa um novo olhar sobre as populações vulneráveis e procura garantir a saúde pública, por meio de ações que tentam reduzir os danos causados pelo consumo de drogas lícitas e ilícitas, bem como práticas sexuais de risco para DTS/AIDS, com esclarecimento e orientações ao invés de proibição e punição. A implementação dessa proposta pro parte de psicólogos às pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade pelo exercício de práticas de risco e seus familiares ainda é um tema pouco estudado. Este estudo objetivou investigar a opinião de psicólogos, sejam esses atuantes em clínicas particulares ou em um Centro de Atenção Psicossocial, sobre a proposta de Redução de Danos e sua relação com os temas de sexualidade e vunerabilidade, por meio de entrevistas e análise de conteúdo em categorias temáticas: o conceito de redução de danos, a avaliação da proposta de redução de danos, a articulação da redução de danos com a sexualidade e a implicação da redução de danos em suas atuações profiessionais. Os dados revelaram a falta de informalção referentes ao tema da política de redução de danos nos dois grupos de psicólogos e como suas ações ainda são incipientes nos espaços de promoção de saúde pública. Espera-se contribuir para o esclarecimento e o debate necessário entre os psicólogos que atuam junto a profissionais da saúde no atendiemnto a esta população beneficiando enfim o pleno desenvolvimento humano

Resumo (inglês)

A new modality of treatment to address the problem of drug abuse and its psychosocial consequences refors to a proposal for Harm Reduction (PRD). Still unknown to many and controversy between the experts, this proposal represents a new focus on vulnerable population and seeks to ensure public health, through actions that attempt to reduce damage caused by the consumption of licit and ilicit drugs and sexual practices risk for HIV/AIDS, with clarification and guidance rather than prohibition and punishment. The implementation of this proposal by psychologists for people who find themselves in a vulnerable situation by the exercise of risk practices and their relatives is still little research. This study aimed to investigate the option of psychologists, are those working in private practices or in a Psychosocial Care Center on the proposal of Harm Reduction and its relation to the themes of sexuality and vulnerability, through interviews and content analysis themes: the concept of harm reduction, assessment of the proposed harm reduction, the articulation of harm reduction with sexuality and the implication of harm reduction in their profissional appearances. The data revealed the lack or information regarding the issue of harm reduction policy in the two groups of psychologists and how their actions are still incipient in the spaces to promote public health. Expected to contribute to the classification and necessary debate among psychologists who work with health providers to care for this population ultimately benefiting the full human development

Descrição

Idioma

Português

Como citar

ANACLETO, Aline Ariana Alcântara. Política de redução de danos, vulnerabilidade e sexualidade: a opinião de psicólogos que atuam na clinica e no centro de atenção psicossocial - CAPS. 2011. 138 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências, 2011.

Financiadores