Desenho da Figura Humana, com História (DFH-H): Descrição do procedimento para entrevistas iniciais, em contexto de Serviço-Escol

Imagem de Miniatura

Data

2019-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo

Descrição

O desenho é uma atividade acessível e de baixo custo, e possibilita uma aproximação entre aquele que desenha, sendo uma expressividade que enriquece o discurso verbal. Também o foco das pesquisas pode ser ampliado por meio do desenho, por exemplo, na compreensão das queixas que surgem na clínica psicológica, tais como o suicídio e autolesão em adolescentes; o lugar do idoso nos serviços de atendimento psicoterápico e a medicalização das crianças. Outra possibilidade é a de aprimorar o uso de procedimentos clínicos que possibilitem um rastreamento das dificuldades apresentadas pelos usuários dos serviços de Psicologia e que sejam compatíveis com a rotina e a procura crescente por atendimento na rede pública. Conforme salienta Gonçalves (2018), “o uso de instrumentos padronizados na triagem, somado ao processo de escuta, poderia possibilitar diagnósticos e encaminhamentos mais precisos” (p. 23). Nessa perspectiva, o objetivo aqui é (1) apresentar um procedimento para entrevistas iniciais, o Desenho da Figura Humana, com História (Migliorini & Rosa, 2018) e (2) utilizá-lo como uma fonte extra de dados, durante entrevistas iniciais de um Serviço-Escola de uma Universidade pública. Esses dados poderão subsidiar (1) o trabalho de supervisão dos atendimentos realizados pelos estagiários e (2) o estudo do perfil psicológico da população atendida pelo Serviço-Escola. Do ponto de vista técnico, o procedimento do Desenho da Figura Humana com História (DFH-H) se alinha com a tradição em Psicologia de centralizar na figura humana o processo diagnóstico e interventivo, cuja “vantagem é a universalidade e simplicidade da própria representação da figura humana” (Migliorini, 2005). Embora a descrição do procedimento tenho sido originalmente voltada para a entrevista com crianças, ele pode ser utilizado também com adolescentes, adultos e idosos. A perspectiva de utilização desse procedimento é a de que esteja a serviço do encontro da dupla entrevistador-entrevistado e, portanto, possa enriquecer essa experiência de encontro.

Palavras-chave

Psicanálise, Psicologia clinica

Como citar