Orações substantivas em função de sujeito e de objeto nas fases arcaica e moderna do português

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo

Neste artigo descrevemos o comportamento de orações subjetivas e objetivas diretas nas fases arcaica (séculos XIII a XV) e moderna (séculos XVI e XVII) do português. Adotamos o quadro teórico da gramaticalização e dessentencialização de orações e discutimos resultados para os parâmetros tipo semântico do predicado matriz, unidade semântico funcional representada pela oração encaixada e formato da oração encaixada. Observamos, ao longo das sincronias, correlações sistemáticas entre os parâmetros investigados para os dois tipos oracionais. Orações subjetivas apresentam menor variedade de padrões do que orações completivas objetivas, principal diferença a interferir em suas estabilidades sintático-semânticas nos períodos investigados.

Descrição

Palavras-chave

orações complexas, subordinação, gramaticalização, dessentencialização

Como citar

Revista Linguística, v. 9, n. 2, p. 46-61, 2013.