Circulação recente de sedimentos costeiros nas praias de santos durante eventos de tempestades: Dados para a gestão de impactos físicos costeiros

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-12-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo

The beachs of Santos are situated in Santos Bay, central portion of paulista coast, in São Paulo state. This beachs are frequently affected by cold fronts with winds and currents from the South. These fronts are responsible for the removal and transport of sediments (sand) in Santos beaches. In order to quantify this sedimentation the channels of Santos were analysed, due to their function as box colectors of sediments during storm events. The channels are filled by sands, which volume in channels 1 to 6 was estimated, by using the length, width and height of sand sedimented in the channels, in the event of 22-27 april 2005. The chanels 2, 3 and 1 presented the larger volumes of sands, confirming that the central and SW portion of the beaches of Santos present higher levels of sedimentation or re-sedimentation. That is due to the transport by ocean waves and currents and currents from the Channel of the Port of Santos. This central portion suffer invasion of marine water over street and buildings, caracterizated of geological rise area.
As praias de Santos encontram-se na Baía de Santos situada no estado de São Paulo, porção central do litoral paulista, dentro da região Sudeste do Brasil. Estas praias são constantemente afetadas pela entrada de frentes frias, com ventos e correntes de direção Sul. Tais frentes são responsáveis pelo aporte, circulação e retirada dos sedimentos (areia) nas praias de Santos. Para quantificar esta sedimentação foram analisados os canais de Santos, os quais funcionam como caixas coletoras de sedimentos durante eventos de tempestade. Os canais são preenchidos por areia, tendo sido avaliado o volume presente entre os canais 1 a 6, através do comprimento, largura e altura de areia que sedimentou nos mesmos, no evento de 22 a 27 de abril de 2005. Os canais 2, 3 e 1 foram os que apresentaram os maiores volumes de sedimentos, confirmando que a porção Central da Baía de Santos (Praia de Itararé) sofre uma maior sedimentação ou re-sedimentação. Isto deve-se a interação entre o aporte das ondas e correntes que entram na baía na direção Sul e das correntes provenientes do Canal do Porto de Santos. Esta área central fica sujeita a invasões da água salgada sobre calçadas, ruas e edifícios, sendo uma área de risco geológico. Palavras-chave: Sedimentação, areia, Baía de Santos, circulação, impacto físico.

Descrição

Palavras-chave

Circulation, Physical impact, Sand, Santos Bay, Sedimentation, beach, coastal circulation, coastal sediment, coastal zone, ocean wave, sand, sedimentation, storm, Brazil, Santos, Sao Paulo [Brazil], South America

Como citar

Geociencias, v. 26, n. 4, p. 349-355, 2007.