Tratamento de manipueira em reator anaeróbio compartimentado

dc.contributor.advisorBianchi, Vanildo Luiz Del [UNESP]
dc.contributor.authorCordeiro, Gustavo Quarezemin [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2014-06-11T19:23:28Z
dc.date.available2014-06-11T19:23:28Z
dc.date.issued2006-07-31
dc.description.abstractA manipueira, resíduo gerado durante o processamento da mandioca para a produção de fécula ou farinha, é um líquido bastante poluente e tóxico. Para evitar o descarte no meio ambiente, vários estudos estão sendo conduzidos visando minimizar seus efeitos negativos. Um processo bem estudado é o tratamento anaeróbio com separação de fases, uma vez que os reatores em uma única fase mostram-se muito instáveis quanto ao controle da relação acidez/alcalinidade. Para tanto, têm sido utilizados dois reatores, um na fase acidogênica e outro na fase metanogênica para facilitar o controle do processo. Porém, isso acarreta um aumento de espaço de tratamento, uma vez que são duas unidades e a necessidade do controle da alimentação de ambas as fases. Visando eliminar esses inconvenientes, propõe-se o uso de um reator compartimentado, consistindo em uma única unidade e uma única alimentação. Assim, o presente trabalho teve como objetivo avaliar a eficiência no tratamento da manipueira em 10 um reator compartimentado, conhecido na literatura como Anaerobic Baffled Reactor, através da variação da concentração de alimentação e do tempo de residência do sistema. Para isso, utilizou-se um reator de vidro com volume útil de 4,6 litros, constituído de três compartimentos (cada um deles com uma zona descendente e outra ascendente), com cerca de 32% do volume do reator de lodo anaeróbio proveniente de um reator do tipo UASB (upflow anaerobic sludge blanket reactor ou reator anaeróbio de fluxo ascendente com manta de lodo) da planta de tratamento de efluentes da Indústria Arco Íris de Refrigerantes. Após uma etapa de aclimatação, o reator foi alimentado com concentrações crescentes de manipueira (DQO de 1000 a 5000 mg DQO L-1) em diferentes Tempos de Residência Hidráulicos (2 a 6 dias)....pt
dc.description.abstractThe manipueira, residue generated during the processing of the cassava for the production of starch or flour, it is a sufficiently pollutant and toxic liquid. To prevent the discarding in the environment, some studies are being lead aiming to minimize its negative effect. A well studied process is the anaerobic treatment with separation of phases, a time that the reactors in only phase reveal very unstable unto the control of the relation acidity/alkalinity. For it in such a way, they have been used two reactors, one in the acidogenesis phase and another one in the metanogenesis phase to facilitate the control of the process. However, this causes an increase of treatment space, a time that are two units, the necessity of control and feeding of both phases. Aiming at to eliminate these inconveniences, the use of a baffled reactor is considered, consisting of an only unit and an only 13 feeding. Thus, the present work had as objective to evaluate the efficiency in the treatment of the manipueira in a reactor, known in literature as Anaerobic Baffled Reactor, through the variation of the concentration of feeding and the residence time of the system. For this, a glass reactor was used with useful volume of 4.6 liters, constituted of three compartments (each one of them with a descending zone and another ascendant), with about 32% of the volume of the reactor filled with anaerobic sludge proceeding from a reactor of type UASB (up flow anaerobic sludge blanket reactor) of the effluent treatment plant of the Industry Arco Iris of Cooling. After passing at an acclimatization stage, the reactor was fed with increasing concentrations of manipueira (COD at 1000 to 5000 mg COD L-1) in different Hydraulical Residence Times (2 to 6 days). The control of initial pH was made after two months of experiment, with the sodium bicarbonate addition...(Complete abstract, click electronic address below).en
dc.format.extent90 f. : il.
dc.identifier.aleph000469764
dc.identifier.capes33004153070P3
dc.identifier.citationCORDEIRO, Gustavo Quarezemin. Tratamento de manipueira em reator anaeróbio compartimentado. 2006. 90 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, 2006.
dc.identifier.filecordeiro_gq_me_sjrp.pdf
dc.identifier.lattes9441894011582350
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/88424
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceAleph
dc.subjectResíduos industriaispt
dc.subjectResiduos organicospt
dc.subjectBiodegradaçãopt
dc.subjectManipueirapt
dc.subjectReator anaeróbicopt
dc.subjectOrganic residuesen
dc.subjectIndustrial residuesen
dc.titleTratamento de manipueira em reator anaeróbio compartimentadopt
dc.typeDissertação de mestrado
unesp.author.lattes9441894011582350
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas, São José do Rio Pretopt
unesp.graduateProgramEngenharia e Ciência de Alimentos - IBILCEpt
unesp.knowledgeAreaCiência e tecnologia de alimentospt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
cordeiro_gq_me_sjrp.pdf
Tamanho:
832.65 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format