Aplicação de cobalto e molibdênio via foliar em dois estádios de desenvolvimento da cultura da soja

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2021-12-14

Orientador

Sá, Marco Eustáquio de

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Engenharia Agronômica - FEIS

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Trabalho de conclusão de curso

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

The objective of this work was to evaluate the yield components and physiological quality of soybean seeds, as a function of different doses of cobalt (Co) and molybdenum (Mo) applied foliarly, at two stages of crop development. The experiment was carried out at the Teaching, Research and Extension Farm of the Faculty of Engineering of UNESP – Ilha Solteira College, located in the city of Selvíria, MS. The cultivar TMG 7063 IPRO was used, and the following doses of product based on Co and Mo (0; 0,5; 1,0; 1,5; 2,0 L ha-¹ ). The experimental design used was randomized blocks, in a 4 x 2 + 1 factorial scheme [Doses x application times (stage V4-3) and V4-6) + control], totaling 9 treatments, with four replications. The results obtained allowed to conclude that the foliarly application of Co and Mo did not interfere in soybean crop yield, electrical conductivity, germination percentage, germination speed, emergence speed index, leaf N content and seedling emergence. The quality of soybean seeds was negatively influenced when 2,0 L ha-¹ was applied at stage V4-3, when application occurred at stage V4-6, the observed effect was satisfactory, conferring increase in shoot and root length, increase in the percentage of normal seedlings due to aegd seeds and higher seedling dry mass. No significant differences were found between application times, except for the first count of normal seedlings before storage. Considering the variables analyzed in this work, it is recommended for both stages of soybean development, the application of 1,0 L ha-¹ of Co and Mo foliarly.

Resumo (português)

O objetivo deste trabalho foi avaliar os componentes de rendimento e a qualidade fisiológica de sementes de soja, em função de diferentes doses de cobalto (Co) e molibdênio (Mo) aplicados via foliar, em dois estádios de desenvolvimento da cultura. O experimento foi conduzido na Fazenda de Ensino, Pesquisa e Extensão da Faculdade de Engenharia da UNESP Campus de Ilha Solteira, localizada no município de Selvíria, MS. Foi utilizado o cultivar TMG 7063 IPRO, e as seguintes doses de produto a base de Co e Mo (0; 0,5; 1,0; 1,5; 2,0 L ha- ¹). O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, em esquema fatorial 4 x 2 + 1 [Doses x épocas de aplicação (estádio V4-3 e V4-6) + testemunha], totalizando 9 tratamentos, com quatro repetições. Os resultados obtidos permitiram concluir que a aplicação via foliar de Co e Mo não interferiu no rendimento da cultura da soja, na condutividade elétrica, porcentagem de germinação, velocidade de germinação, índice de velocidade de emergência, teor de N foliar e na emergência de plântulas. A qualidade das sementes de soja foi influenciada negativamente quando foi realizada a aplicação de 2,0 L ha-1 no estádio V4-3, quando a aplicação ocorreu no estádio V4-6 o efeito foi satisfatório, conferindo aumento no comprimento da parte aérea e da raiz, aumento na porcentagem de plântulas normais decorrente das sementes envelhecidas e maior massa seca de plântulas. Não foram constatadas diferenças significativas entre as épocas de aplicação, exceto para a primeira contagem de plântulas normais antes do armazenamento. Considerando as variáveis analisadas no presente trabalho, recomenda-se para ambos os estádios de desenvolvimento da soja, a aplicação de 1,0 L ha-1 de Co e Mo via foliar.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados