Informática para a terceira idade

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2005

Autores

Bizelli, Maria Helena Sebastiana Sahão [UNESP]
Borges, Fernando Monteiro [UNESP]
Capela, Marisa Veiga [UNESP]
Capela, Jorge Manuel Vieira [UNESP]
Tanaka, Júlia Sawaki [UNESP]
Barrozo, Sidinéia [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

No mundo atual, o número de pessoas na terceira idade vem aumentando de forma bastante acelerada. Esta realidade aponta para os desafios emergentes no sentido da construção de uma "sociedade para todas as idades", assunto este de preocupação de várias instituições e segmentos sociais. O medo, a ausência de conteúdos específicos, a escassez de recursos financeiros, a falta de conhecimentos ou a inadequação do equipamento são algumas das justificativas que levam a maioria dos idosos a evitar o uso do computador e, em particular, da Internet. A maioria dos idosos já está aposentada e as pesquisas têm mostrado que muitos deles retornam à atividade profissional através do conhecimento da informática. Além disso, a computação e a Internet proporcionam cultura, muito entretenimento e estimulam a sociabilização, tornando-se um paliativo para a solidão. O projeto teve como objetivo principal auxiliar os cidadãos com mais de 55 anos, no uso e manipulação dos recursos do computador, contribuindo para a construção de sólidos conceitos de participação ativa e democrática, a fim de aumentar a sua contribuição social e ampliar a sua atuação enquanto cidadão. Como objetivos específicos, o projeto tem como proposta: valorizar a participação dos idosos nas trocas e relações promovidas pelos encontros durante o aprendizado de Informática, possibilitar aos idosos a oportunidade de manter contatos com outras pessoas, mesmo que de maneira virtual, buscando ampliar seus horizontes e expectativas, capacitar os idosos a utilizar os computadores no seu dia-a-dia, trocar correspondência eletrônica e utilizar recursos de comunicação instantânea, levá-los a conhecer a Internet como fonte de pesquisa e curiosidades, tornar o ambiente das aulas de Informática para idosos um centro vivo de formação, informação, cultura e entretenimento. Os conteúdos foram trabalhados através de aulas expositivas e, num segundo momento, os alunos ficaram livres para aplicarem o conhecimento adquirido, em atividades de seu interesse, com o auxílio do monitor e dos professores. Não foram feitas provas ou testes de apreensão do conhecimento, sendo que a única avaliação foi a de nível de interesse dos participantes, com o objetivo de buscar as causas de falhas no processo de desenvolvimento do projeto, a fim de aperfeiçoá-lo. O curso foi bem sucedido, uma vez que foi possível transmitir conhecimentos básicos de informática para os participantes que, em sua grande maioria, nunca haviam tido contato com um computador, e apresentavam dificuldades no manuseio do mouse e do teclado. Além disso, o curso permitiu ao participante da terceira idade uma maior integração social.

Descrição

Palavras-chave

Como citar

CONGRESSO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA, 3., 2005, Águas de Lindólia. Anais... São paulo: PROEX; UNESP, 2005. p. 094