Preparação de superfície bioativa na Liga Ti-7,5Mo para uso em Odontologia

dc.contributor.advisorClaro, Ana Paula Rosifini Alves [UNESP]
dc.contributor.advisorRezende, Maria Cristina Rosifini Alves [UNESP]
dc.contributor.authorEscada, Ana Lúcia do Amaral [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2014-06-11T19:27:12Z
dc.date.available2014-06-11T19:27:12Z
dc.date.issued2009-01-28
dc.description.abstractTitânio e suas ligas têm sido utilizados em Odontologia devido sua biocompatibilidade e excelente resistência a corrosão. Esses metais são cobertos espontaneamente com uma fina camada de óxido em sua superfície quando em contato com o ar. No entanto, essa superfície do titânio é bioinerte e não se fixa quimicamente ao tecido ósseo. A proposta deste trabalho foi avaliar a bioatividade da liga Ti-7,5Mo após tratamento de superfície químico e subseqüente tratamento térmico. Os lingotes foram obtidos a partir de titânio comercialmente puro e molibdênio utilizando um forno a arco voltaico. Depois submetidos a tratamento térmico a 1100ºC por uma hora, resfriados em água, conformados a frio e torneados para obter microestrutura e morfologia próximas aos implantes dentários. A rugosidade média (Ra) foi medida em rugosímetro (1,3 e 2,6Ym) e discos (10 mm de diâmetro e 4 mm de espessura) foram cortados a cada usinagem. As amostras foram divididas em dois grupos de acordo com a rugosidade: Grupo I (1,3Ym) e Grupo II (2,6Ym), e dois sub-grupos (tratamento alcalino e tratamento alcalino + tratamento térmico). Para o tratamento alcalino, as amostras foram imersas em solução aquosa de NaOH a 5M , por 3 dias a 80ºC, lavadas em água destilada e secas a 40ºC por 24h. Para o tratamento térmico, após o tratamento alcalino, as amostras foram aquecidas a 600 ºC por 1h em forno elétrico. Depois, todas as amostras foram imersas em SBF (Simulated Body Fluid) por 7 e 14 dias para a formação de uma camada de apatita na superfície. As superfícies das amostras foram caracterizadas por perfilometria óptica e microscopia eletrônica de varredura. Nas amostras com tratamento alcalino observou-se a formação de um filme poroso de titanato de sódio e após a imersão em SBF, para os mesmos valores de rugosidade, observou-se que um maior período de imersão (14 dias) levou a um...pt
dc.description.abstractTitanium and its alloys have been used in dentistry due to their excellent corrosion resistance and biocompatibility. These metals are covered with a thin oxide layer formed spontaneously on their surface when in contact with air. However, titanium coating is bioinert and it cannot bond chemically to bone tissue. The purpose of this work was to evaluate the bioactivity of Ti-7,5Mo alloy after processing, surface chemical treatment and subsequent heat treatment. Ingots were obtained from titanium and molybdenum by using an arc-melting furnace. They were submitted to heat treatment at 1100ºC for one hour, cooled in water, cold worked by swaging and machined with a CNC lathe in order to achieve microstructure and morphology close to those of dental implants. Average roughness (Ra) was measured by roughness meter (1.3 and 2.6Ym) and discs (10 mm in diameter and 4 mm in thickness) were cut for each one. Samples were divided in two groups according to the roughness: Group I (1.3Ym) and Group II (2.6Ym) and two subgroups (with or without heat treatment). They were ultrasonically cleaned with distilled water and acetone, and air dried prior to the surface treatment. For alkaline surface treatment, samples were immersed in aqueous NaOH solution with 5.0M at 80ºC for 3 days, washed with distilled water and dried at 40ºC for 24h. For heat treatment, after the alkaline treatment, samples were heat treated at 600ºC for 1h in a electrical furnace in air. Then, all samples were immersed in SBF (Simulated Body Fluid) for 7 and 14 days to form an apatite layer on the surface. After the immersion time, the samples were carefully washed and dried, and their surfaces were characterized by optical profilometer and scanning electron microscope. Samples with alkaline treatment were observed to form a film of porous sodium titanate and after immersion in SBF, for the same values of roughness... (Complete abstract click electronic access below)en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.format.extent105 f. : il.
dc.identifier.aleph000585189
dc.identifier.capes33004080027P6
dc.identifier.citationESCADA, Ana Lúcia do Amaral. Preparação de superfície bioativa na Liga Ti-7,5Mo para uso em Odontologia. 2009. 105 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Engenharia de Guaratinguetá, 2009.
dc.identifier.fileescada_ala_me_guara.pdf
dc.identifier.lattes2302418953025459
dc.identifier.lattes9184489134524097
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/94456
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceAleph
dc.subjectLigas de titaniopt
dc.subjectImplantes dentariopt
dc.titlePreparação de superfície bioativa na Liga Ti-7,5Mo para uso em Odontologiapt
dc.typeDissertação de mestrado
unesp.advisor.lattes2302418953025459[1]
unesp.advisor.lattes9184489134524097
unesp.advisor.orcid0000-0003-3353-4247[1]
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Engenharia, Guaratinguetápt
unesp.graduateProgramEngenharia Mecânica - FEGpt
unesp.knowledgeAreaMateriaispt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
escada_ala_me_guara.pdf
Tamanho:
6.25 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format