Efeito de produtos à base de carvão ativado sobre as propriedades ópticas e superfície dental

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-02-14

Autores

Silva, Douglas Ferreira da

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de produtos contendo carvão ativado na alteração de cor do dente, na rugosidade superficial e no brilho do esmalte, considerando seu modo de ação químico (sem abrasão) e químico-mecânico (com abrasão). A perda de superfície do esmalte após a escovação também foi avaliada. Espécimes em dente bovino polido foram divididos em grupos de acordo com o tratamento e o modo de ação (n=15/grupo). Os produtos utilizados foram: água deionizada (Controle negativo - CN); Colgate® Máxima Proteção Anticáries (Dentifrício convencional – controle positivo - CP); Colgate® Luminous White Carvão Ativado (LW); Oral-B® 3D White Therapy Charcoal (3DW); Curaprox® Black is White (BW); Dermavita® Whitemax (Pó de carvão ativado - WP). Foi realizada uma ciclagem de manchamento (imersão em clorexidina – 2 min, caldo de manchamento - 30 min, saliva artificial - 30 min) e tratamento (imersão nas suspensões - 2 min), repetida 28 vezes, simulando quatro semanas de tratamento (exposição aos tratamentos 2x/dia). Nos grupos de desafio químico/mecânico, foi realizada abrasão em máquina de escovação (15s – 200g) associada à exposição às suspensões com os produtos. A cor (L*a*b*), a rugosidade superficial (Ra) e o brilho (UB) foram mensurados por espectrofotômetro de reflectância, perfilômetro de contato e medidor de brilho, respectivamente. Adicionalmente, o potencial abrasivo dos produtos foi avaliado por meio da mensuração do desgaste do esmalte. Espécimes adicionais foram submetidos a 100.000 ciclos de abrasão para determinação da perda de superfície do esmalte (μm), por meio do cálculo da variação da diagonal maior da indentação Knoop produzida na superfície do esmalte por um microdurômetro. A alteração de cor (ΔEab e ΔE00) e o índice de brancura (WID) foram calculados. Os dados de cor, rugosidade e brilho foram submetidos aos testes ANOVA dois fatores e Tukey (5%). Os grupos submetidos ao desafio químicomecânico resultaram em menor alteração de cor e menor variação do WID após a ciclagem de manchamento/tratamento comparados aos que não foram submetidos à abrasão (p=0,0001), resultando em maior potencial de prevenção/remoção do manchamento. Os dentifrícios e o pó de carvão apresentaram resultados similares para ambos os desafios, diferindo apenas do controle negativo. Para a rugosidade e o brilho, não houve diferença significante entre os grupos de desafio químico (p>0.05). Para químico-mecânico, WP apresentou maior rugosidade e menor brilho (p<0.05). Os dados de desgaste foram submetidos aos testes ANOVA um fator e Tukey (5%). O grupo tratado com WP apresentou os maiores valores de desgaste (p=0,0001). Os dentifrícios contendo carvão ativado apresentaram valores intermediários e os menores valores foram detectados nos grupos controle (CN e CP). Concluiu-se que os produtos contendo carvão ativado apresentaram potencial de prevenção/remoção do manchamento dental similar ao dentifrício convencional. Alterações significantes de rugosidade superficial e brilho foram detectadas com o uso do pó de carvão ativado. Os produtos contendo carvão ativado promoveram maior desgaste do esmalte.
The aim of this study was to evaluate the effect of products containing activated charcoal on tooth color change, surface roughness, and enamel gloss, considering their chemical (without abrasion) and chemical-mechanical (with abrasion) mode of action. The enamel surface loss after brushing was also evaluated. Polished bovine tooth specimens were divided into groups according to treatment and mode of action (n=15/group). The products used were: deionized water (negative control - NC); Colgate® Maxima Proteção Anticáries (conventional toothpaste - positive control - CP); Colgate® Luminous White Activated Charcoal (LW); Oral-B® 3D White Therapy Charcoal (3DW); Curaprox® Black is White (BW); Dermavita® Whitemax (Activated charcoal powder - WP). Stain cycling (chlorhexidine immersion - 2 min, staining broth - 30 min, artificial saliva - 30 min) and treatment (immersion in the suspensions - 2 min) were performed, repeated 28 times, simulating four weeks of treatment (exposure to the treatments 2x/day). In the chemical/mechanical challenge groups, abrasion was performed in a brushing machine (15s - 200g) associated with exposure to the suspensions with the products. The color (L*a*b*), surface roughness (Ra), and gloss (UB) were measured by reflectance spectrophotometer, contact profilometer, and gloss meter, respectively. Additionally, the abrasive potential of the products was evaluated by measuring enamel wear. Additional specimens were subjected to 100,000 abrasion cycles to determine enamel surface loss (μm) by calculating the variation of the major diagonal of the Knoop indentation produced on the enamel surface by a microdurometer. The color change (ΔEab and ΔE00) and the whiteness index (WID) were calculated. The color, roughness, and gloss data were subjected to two-way ANOVA and Tukey (5%) tests. Groups subjected to chemical-mechanical challenge resulted in less color change and less WID variation after staining/treatment cycling compared to those not subjected to abrasion (p=0.0001), resulting in greater stain prevention/removal potential. Toothpastes and charcoal powder showed similar results for both challenges, differing only from the negative control. For roughness and gloss, there was no significant difference between the chemical challenge groups (p>0.05). For chemicalmechanical, WP showed higher roughness and lower gloss (p<0.05). Wear data were subjected to one-way ANOVA and Tukey (5%) tests. The WP treated group showed the highest values of wear (p=0.0001). The toothpastes containing activated charcoal showed intermediate values and the lowest values were detected in the control groups (CN and CP). It was concluded that the products containing activated charcoal had similar prevention/removal potential of dental staining as conventional toothpaste. Significant changes in surface roughness and gloss were detected with the use of activated charcoal powder. Products containing activated charcoal promoted more enamel wear.

Descrição

Palavras-chave

Abrasão dentária, Carvão ativado, Cor, Dentifrícios, Esmalte dentário, tooth abrasion, activated charcoal, color, toothpaste, dental enamel

Como citar