Benefícios psicológicos da atividade física em idosos aposentados

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2016

Autores

Silva, Ana Paula Gonçalves da [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

There are several health-related problems that affect older adults, both physical such as degeneration of various systems, as well as emotional affecting independency and causing loneliness. Considering the retirement event and its effects on the daily routine, such as increased idle time, together with the conditions that accompany aging, these factors can justify why this population look for physical activity (PA) programs. PA groups help older individuals to feel included and active in society, helping to make new friends and improving/maintaining health. The benefits of regular PA are already established in the literature, such as body weight control, optimal blood pressure, improved aerobic endurance, increased bone density, and improved joint mobility, among others. However, the psychological benefits that regular PA provides these adults are still poorly explored using rigorous scientific studies. This study aims to analyze the scientific literature of Brazilian studies that emphasize the psychological benefits of practicing PA by retired older adults. Using the Google Scholar database we search for articles that contained the words: retired older adults or elderly and physical activity, psychological wellbeing and Brazil. The search included articles published in Portuguese, English or Spanish, from 2000 to 2015. After meeting the inclusion criteria, nine articles were selected for our analysis. We concluded that the practice of PA by older retirees improves quality of life, promotes wellness, encourages socialization, helps to prevent disease, improves mood and self-esteem, and reduces anxiety, stress and depression, among other benefits. As for the reasons for adherence and barriers to the practice of PA, the main reasons are: improvement of health and quality of life, medical referral and friends' invitation, promotion of socialization and prevention or treatment of diseases. Barriers to the practice of PA often...
Existem diversas carências relacionadas à saúde na população idosa, tanto físicas, pela degeneração de diversos sistemas, como emocionais, como dependência e solidão. Considerando o evento da aposentadoria e as mudanças que esta promove na rotina diária, como o aumento do tempo ocioso somado às condições que acompanham o envelhecimento, estes fatores podem justificar a busca pela atividade física (AF) por essa população. Grupos de AF podem ajudar esses indivíduos a sentirem-se inclusos e ativos na sociedade, possibilitando formar novas amizades e obter melhora e/ou manutenção da saúde. Os benefícios da prática regular de AF já estão consolidados na literatura, como o controle do peso corporal, a diminuição da pressão arterial, a melhora da resistência aeróbia, o aumento da densidade óssea, a melhora na mobilidade articular, entre outros. Contudo, a rigorosa investigação científica em torno dos benefícios psicológicos que a prática regular de AF pode proporcionar aos aposentados ainda é menos evidenciada. O presente estudo visa fazer uma análise da literatura científica de estudos desenvolvidos no Brasil que salientam os benefícios psicológicos em aposentados praticantes de AF. Através da base de dados Google Acadêmico, utilizamos as palavras: retired older adults or elderly and physical activity, psychological wellbeing and Brazil. A busca incluiu artigos de estudos conduzidos na população brasileira que foram publicados em português, inglês ou espanhol, no período de 2000 a 2015. De acordo com os critérios de inclusão, nove artigos foram selecionados para construção do trabalho. Concluímos que a prática de AF para os aposentados melhora a qualidade, promove bem-estar, contribui para a socialização e ausência de doenças, melhora o humor e autoestima, reduzindo a ansiedade, tensão e depressão, entre outros benefícios. Quanto aos motivos e barreiras para a prática de AF, os principais...

Descrição

Palavras-chave

Educação fisica, Aposentadoria, Exercícios físicos - Aspectos psicológicos, Pesquisa bibliografica

Como citar

SILVA, Ana Paula Gonçalves da. Benefícios psicológicos da atividade física em idosos aposentados. 2016. 31 f. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Educação Física) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro, 2016.