Produção e qualidade de sementes de soja convencional e geneticamente modificada em relação à aplicação via sementes e foliar de produto bioestimulante

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2008-03-07

Autores

Bertolin, Danila Comelis [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O Brasil é o segundo maior produtor de soja, sendo esta uma cultura bastante tecnificada. A utilização de produtos bioestimulantes proporciona incremento no desenvolvimento vegetal e poucos estudos abordam aspectos fisiológicos da soja relacionados à aplicação destes. O uso de novas técnicas culturais tem sido uma das formas de buscar melhoria na produtividade e qualidade das sementes. Foi instalado na Fazenda de Ensino e Pesquisa da Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, no município de Selvíria-MS, um experimento com a cultura da soja, cujo objetivo foi avaliar a utilização de produto bioestimulante (citocinina, ácido indolbutírico, ácido giberélico) em aplicações via sementes e via foliar em diferentes estádios fenológicos da cultura, em duas cultivares, sendo uma convencional e outra geneticamente modificada na qualidade das sementes produzidas. Os tratamentos foram as duas cultivares, e aplicações do produto via sementes na dose de 6 mL do produto comercial por quilo de sementes, via foliar na dose de 0,25 L do produto comercial por hectare, nos estádios V5, R1 e R5, sendo realizada combinação desses fatores, resultando em 15 tratamentos de aplicação do produto bioestimulante, totalizando 30 tratamentos. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso com 4 repetições. Foram avaliadas as variáveis altura de plantas, altura de inserção da primeira vagem, ramos por planta, número de vagens por planta e número de sementes por vagem, primeira contagem de germinação, porcentagem de germinação, índice de velocidade de germinação, envelhecimento acelerado, emergência de plantas em campo e massa de 100 sementes. A cultivar normal apresentou resultados superiores ao do cultivar geneticamente modificada para a maioria das variáveis estudas. A utilização do produto bioestimulante incrementou o...
Brazil is the second largest producer of soybean, being a culture quite advanced. The use of products provides bioestimulants increase in plant development and few studies address physiological aspects of the soybean related to the application of these. The use of new farming techniques has been one of the ways to seek improvement in productivity and quality seeds. The experiment was installed in the Farm of Teaching and Research of the UNESP, Universidade Estadual Paulista, in the Selvíria county MS, with the soybean crop, whose purpose was to evaluate the use of product bioestimulanting (cytokinin, indolebutyric acid, gibberellic acid), applications on seeds and foliar application at phenological different stages of crops in two varieties, one conventional and another genetically modified. The treatments were cultivars, and applications of the product in the seed in the dose of 6 mL of the commercial product per kilo of seeds, leaf at the dose of 0,25 liters of the commercial product per hectare, in stages V5, R1 and R5, and the combination of these factors totaling 30 treatments . The experimental design was randomized blocks with 4 repetitions. Were evaluated the variables: height of plants, height insertion of the first pod, branches per plant, number of pods per plant and number of seeds per pod, standard germination, first count, speed germination index, accelerated aging, field emergency and mass of 100 seeds. Cultivar presented results above the normal of cultivating genetically modified for all variables studied. The use of the product bioestimulantig increased the number of pods per plant and seed yiel. To seed yield treatment with bioestimulante provided increase of 59% compared to control. There were statistical differences between any treatment with the product in relation to the ...(Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Plantas oleaginosas, Adubação foliar, Produtividade agrícola, Fitorregulador, Phenology, Transgenic, Applications on seeds, Foliar application

Como citar

BERTOLIN, Danila Comelis. Produção e qualidade de sementes de soja convencional e geneticamente modificada em relação à aplicação via sementes e foliar de produto bioestimulante. 2008. 73 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, 2008.