Estudo geofísico em área contaminada por diesel no município de Cerquilho (SP)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2017-01-20

Autores

Junqueira, Paula Gomes [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Impactos relacionados ao aporte de hidrocarbonetos em subsuperfície são particularmente preocupantes ao ambiente e à saúde humana, devido à aspectos degradativos e separação em fases dissolvida e residual, que resultam num tempo frequentemente prolongado de residência. Estudos da fase residual são relevantes ao monitoramento e remediação de contaminações em subsuperfície, frente à possibilidade de contaminação das águas subterrâneas mesmo após anos da seção da fonte primária. Os métodos geofísicos são ferramentas consagradas no estudo de contaminações em solo, tanto na fase de confirmação, como na fase de monitoramento, devido à possibilidade de investigações indiretas e não invasivas em solos e rochas. A integração de dados geofísicos com análises químicas de solo ou águas subterrâneas proporciona uma visão abrangente e adequada ao estudo e monitoramento de áreas contaminadas. Neste sentido, este trabalho apresenta o estudo geofísico numa área impactada pelo vazamento de hidrocarbonetos, devido a acidente ferroviário. A área investigada é um trecho de ferrovia localizado no município de Cerquilho (SP), onde ocorreu em 2002 um acidente com vagões que transportavam óleo diesel e está em processo de recuperação desde então. Foram medidos e calculados os parâmetros físicos resistividade elétrica e cargabilidade a partir dos métodos geofísicos Eletrorresistividade e Polarização Induzida, por meio da técnica de Imageamento Elétrico. Também foram compilados dados de análises químicas realizadas na área de estudos e disponibilizados pela CETESB. A análise dos resultados permitiu determinar que os métodos geofísicos foram sensíveis aos contaminantes presente na área de estudos e delimitar fase residual e dissolvida e zonas da pluma de contaminação.
Impacts related to the oil supply in the subsurface are of particular concern to the environment and human health due to degradative aspects and separation in dissolved and residual phases, resulting in an often prolonged residence time. Residual phase studies are relevant to monitoring and remediation of contaminants in the subsurface, facing the possibility of groundwater contamination even after years of primary source section. Geophysical methods are tools appropriate to the study of contamination in soil, both in the confirmation phase, as in the monitoring phase, due to the possibility of indirect and non-invasive investigations in soils and rocks. Integration of geophysical data with chemical analysis of soil or groundwater provides a comprehensive and adequate view to the study and monitoring of contaminated areas. In this sense, this work presents a geophysical study in an area affected by the leak of hydrocarbons due to railway accident. The study area is a railway stretch in the municipality of Cerquilho (SP), where an accident with wagons carrying diesel oil occurred in 2002 and the area is in recovery process since then. Electric resistivity and chargeability were the physical parameters measured from geophysical methods Electrical Resistivity and Induced Polarization by means of electrical imaging technique. Chemical analysis data collected in the study area were provided by CETESB and compiled. The results analysis allowed to determine that the geophysical methods were sensitive to the contaminants in the study area and delimit residual and dissolved phase and contamination plume features.

Descrição

Palavras-chave

Contaminação, Hidrocarboneto, Eletrorresistividade, Polarização induzida, Fase residual, Contamination, Hydrocarbon electrical resistivity, Induced polarization, Residual phase

Como citar