Atividade do inseticida benzoato de emamectina (Proclaim 50 WG, 50 g do i.a./Kg), no controle de Spodoptera frugiperda (SMITH, 1797) (Lepidoptera: Noctuidae) e na seletividade aos inimigos naturais na cultura do milho (Zea mays L.)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-02-08

Autores

Menghini, Marcos Willian Pedroso

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A cultura do milho é um dos principais cereais cultivados, utilizado na alimentação humana, animal e produção de bioenergia. A lagarta-do-cartucho (Spodoptera frugiperda) é um inseto com grande potencial destrutivo, podendo gerar uma queda de produção média de 34% apenas por danos de desfolha, além de diminuir o estande plantas se presente na palhada e perdas das estruturas reprodutivas da planta. Um produto recentemente introduzido no Brasil para o controle de S. frugiperda é o inseticida Proclaim 50 WG, 50 g do i.a. Kg-1. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a eficiência no controle de S. frugiperda e a seletividade do inseticida benzoato de emamectina (Proclaim 50) sobre artrópodos benéficos na cultura do milho. O delineamento foi de blocos ao acaso com seis tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos e doses (g ou mL do p.c ha-1) constaram de uma aplicação de: Benzoato de emamectina (Proclaim 50) a 250 e 300, Espinetoram (Exalt) a 75, Metomil (Lannate BR) a 1000, testemunha (tratamento de choque com mistura de profenofós + cipermetrina) e testemunha absoluta. Foram realizadas avaliações com uma hora, um, três e sete dias após aplicação, contando-se o número de artrópodos benéficos caídos sobre 3 m² de lona estendida sobre o solo de três entrelinhas por parcela antes da aplicação. Os artrópodos foram agrupados de acordo com sua família e os resultados obtidos foram submetidos à análise de variância através do teste F, comparando-se as médias pelo teste de Tukey (5%). A classificação dos inseticidas quanto à toxicidade aos inimigos naturais foi realizada segundo a escala da International Organization for Biological and Integrated Control of Noxious Animals and Plants – IOBC (2006). Para eficiência do inseticida, foram realizadas avaliações aos 1, 3, 7, 10, e 16 dias após aplicação dos tratamentos em 20 plantas por tratamento contando o número total de lagartas. Os inseticidas Proclaim (250 g ha-1) e Exalt (75 mL ha-1) foram considerados não-tóxicos ou levemente tóxicos (seletivos) para os artrópodos benéficos na cultura do milho. O inseticida Lannate BR (1000 mL ha-1) se mostrou tóxico (não seletivo) para a maioria das famílias. O tratamento Proclaim (300 g ha-1) foi considerado tóxico apenas para a família Tachinidae, sendo seletivo para as demais, além de obter a maior porcentagem de eficiência no controle da lagarta-do-cartucho.
The corn crop is one of the main cultivated cereals, due to its easy adaptation, chemical composition and nutritional value, used in human, animal and bioenergy production. A crop produced all over the world hosts a wide range of pest insects, such as the fall armyworm, Spodoptera frugiperda, an insect with great destructive potential, generating a drop in production of around 34%, caused only by damage caused by defoliation. An important tool is chemical control. A new insecticide recently registered in Brazil for the control of S. frugiperda is emamectin benzoate. The present work had as objective to evaluate the efficiency in the control of S. frugiperda and the selectivity of the insecticide benzoate of emamectin, on beneficial arthropods in the corn crop. A randomized block design with six treatments and four replications was used. The treatments and doses (g or mL of c.p. ha-1) consisted of one application: Emamectin Benzoate (Proclaim 50) at 250 and 300, Espinetoram (Exalt) at 75, Methomyl (Lannate BR) at 1000, Control (knockdown treatment with a mixture of profenophos + cypermethrin) and absolute control. Evaluations were carried out at one hour, one, three and seven days after application, counting the number of beneficial arthropods fallen on 3 m² of canvas stretched on the ground three rows per plot before application. The arthropods were grouped according to their family and the results were submitted to analysis of variance using the F test, comparing the means using the Tukey test (5%). The classification of insecticides in terms of toxicity to natural enemies was carried out according to the scale of the International Organization for Biological and Integrated Control of Noxious Animals and Plants - IOBC. For insecticide efficiency, evaluations were carried out at 1, 3, 7, 10, and 16 days after application of treatments in 5 plants per plot, counting the total number of caterpillars. Proclaim insecticides at 250 g ha-1, Exalt at 75 mL ha-1 were considered non-toxic or slightly toxic (selective) for beneficial arthropods in maize. The insecticide Lannate BR at 1000 mL ha-1 was toxic (non-selective) for most families. The Proclaim treatment at 300 g ha-1 was considered toxic only for the Tachinidae family, being considered selective for the others, in addition to obtaining the highest percentage of efficiency on the control of fall armyworm.

Descrição

Palavras-chave

Zea mays L., Integrated Pest Management, Predators, Manejo integrado de pragas, Predadores

Como citar