Avaliação em escala real da formação de THMs em águas de abastecimento

dc.contributor.advisorMatsumoto, Tsunao [UNESP]
dc.contributor.advisorTangerino, Edson Pereira [UNESP]
dc.contributor.authorCesco, Décio Dias [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2014-06-11T19:29:13Z
dc.date.available2014-06-11T19:29:13Z
dc.date.issued2007-08-16
dc.description.abstractA cloração das águas na presença de precursores da formação de SPDs, oriundos da MON forma entre estes os THMs, cujos principais compostos são o clorofórmio, bromodiclorometano, dibromoclorometano e bromofórmio, potencialmente cancerígenos ao ser humano. No ano de 1974, os THMs foram detectados na água potável nos Estados Unidos e estudos da época apresentaram as primeiras indicações da existência de correlação entre água de abastecimento, THMs e câncer e, estudos posteriores, levaram à fixação de valores limites dos mesmos. No Brasil o valor máximo para os THMs está fixado em 100 g/L na água para consumo humano, de acordo com a Portaria nº. 518/04 (BRASIL, 2004), mas estes valores limites são variáveis em outros países. O presente estudo buscou identificar a formação de THMs, gerados a partir da reação do cloro com a MON, avaliando a formação com e sem a pré-oxidação com cloro na ETA da SABESP de Presidente Epitácio SP, em escala real, onde as concentrações da MON foram reduzidas pelas etapas do processo de tratamento (coagulação, floculação, decantação e filtração), com a mudança do coagulante de cloreto férrico para PAC e, avaliou-se a formação de THM na rede de distribuição. A quantificação de THM foi realizada pelas técnicas de cromatografia gasosa e da MON através da leitura da absorbância à radiação ultravioleta visível no comprimento de onda a 254 nm em espectrofotômetro UV254, parâmetro indireto com filtração da amostra. As análises da MON mostraram que o sistema de tratamento de água não removeu todos compostos orgânicos naturais, que na presença do cloro residual disponível na rede, mostrou tendência de aumentar a formação de THM durante o seu percurso.pt
dc.description.abstractThe chlorination of the water, when the presence of disinfections by-products are formed, resulting from Natural Organic Matter (NOM), forms among them the trihalomethanes (THMs), which is mainly composed by chloroform (CHCl3), bromodichloromethane (CHBrCl2), dibromochloromethane (CHBr2Cl) and bromoform (CHBr3), that are potentially cancerous to humans. In 1974, the THMs were detected in the drinking water in the USA and studies, at the time, showed the first indications of the drinking water correlation, THMs and cancer disease and, further studies brought to fixation of limits for them. In Brazil, the maximum value for the THMs is fixed in 100μg/l in the drinking water, according to government act nº 518/04 (BRASIL, 2004), however those limits varied from country to country. The present research identified the formation of THMs, generated from the reaction of the chlorine with NOM, evaluating the formation with or without the pre-oxidation with chlorine in the SABESP Water Treatment Plant at the Presidente Epitacio city (São Paulo State), in full scale, where the concentrations of the NOM were reduced by the different phases of the treatment process (coagulation, flocculation, decantation and filtration), with the change of the coagulant from iron chloride to Poli Aluminum Chloride (PAC) and, the formation of THM was found at the distribution net. The quantification of THM was made by the gas chromatography technique and NOM are reading in the 254 nm absorbance radiation wave length in an UV spectrophotometer, indirect sample with filtration. The analysis of the NOM showed that the water treatment system did not remove all the natural organic compounds, that in the presence of residual chlorine available in the net, showed increasing tendency to form THM.en
dc.format.extent82 f. : il.
dc.identifier.aleph000555220
dc.identifier.capes33004099084P5
dc.identifier.citationCESCO, Décio Dias. Avaliação em escala real da formação de THMs em águas de abastecimento. 2007. 82 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, 2007.
dc.identifier.filecesco_dd_me_ilha.pdf
dc.identifier.lattes9772438921794907
dc.identifier.lattes1965415209677697
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/98102
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceAleph
dc.subjectCloraçãopt
dc.subjectTrihalometanopt
dc.subjectCloração - Subprodutospt
dc.subjectTrihalomethaneen
dc.subjectPre-oxidationen
dc.subjectChlorinationen
dc.titleAvaliação em escala real da formação de THMs em águas de abastecimentopt
dc.typeDissertação de mestrado
unesp.author.lattes9772438921794907
unesp.author.lattes1965415209677697
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Engenharia, Ilha Solteirapt
unesp.graduateProgramEngenharia Civil - FEISpt
unesp.knowledgeAreaRecursos hídricos e tecnologias ambientaispt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
cesco_dd_me_ilha.pdf
Tamanho:
561.58 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format