Show simple item record

dc.contributor.advisorCardoso, Victor José Mendes [UNESP]
dc.contributor.authorSantos Júnior, Nelson Augusto dos [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:30:58Z
dc.date.available2014-06-11T19:30:58Z
dc.date.issued2005-07-13
dc.identifier.citationSANTOS JÚNIOR, Nelson Augusto dos. Dinâmica da colonização natural em encostas degradadas da Serra do Mar, ecofisiologia e produção de mudas das espécies, como subsídio à recuperação florestal. 2005. xix, 134 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências, 2005.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/100653
dc.description.abstractA ocorrência de deslizamentos na Serra do Mar é um processo inerente à dinâmica local. Porém, devido às ações antrópicas e suas conseqüências, este evento tem se tornado mais freqüente e adquirido proporções maiores. O objetivo deste trabalho foi verificar, por meio de estudos florísticos e fitossociológicos, quais as espécies vegetais que colonizam áreas de encosta degradadas na região de Cubatão/SP e, conhecendo sua biologia, propor estratégias de recuperação destas áreas. Para tanto, foram selecionadas três áreas experimentais, de forma a estabelecer um gradiente de distância do Pólo Industrial de Cubatão, de vegetação e de relevo. Nestas áreas, foram coletadas amostras de solo, tanto em partes degradadas como em pontos dos remanescentes do entorno, como forma de caracterização do meio físico. Foram marcadas nas áreas parcelas de um m2, nas quais foram anotados os parâmetros fitossociológicos das espécies presentes no ato da implantação e, mensalmente, durante a colonização natural após a limpeza, no período de um ano. As espécies com maior ocorrência (Tibouchina clavata, Lycopodiella cernua, Blechnum serrulatum, Cecropia pachystachya e Stycherus bifidus) foram submetidas aos ensaios em condição de laboratório e viveiro. Como alternativa à recuperação das áreas, foi testado o uso de mantas de contenção mecânica de deslizamento, constituídas de material vegetal degradável. As três áreas experimentais apresentaram diversidade específica baixa, com muitas espécies exóticas ou nativas não-regionais. Foram identificadas, durante todo o período, 35 espécies, sendo as Poaceae e Asteraceae as mais representativas. Porém, a única espécie presente em todos os períodos e áreas e em abundância foi Tibouchina clavata. Os solos apresentaram baixa... .pt
dc.format.extentxix, 134 f. : il., gráfs., tabs., fots.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.sourceAleph
dc.subjectEcologia vegetalpt
dc.titleDinâmica da colonização natural em encostas degradadas da Serra do Mar, ecofisiologia e produção de mudas das espécies, como subsídio à recuperação florestalpt
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramCiências Biológicas (Biologia Vegetal) - IBRCpt
unesp.knowledgeAreaBiologia vegetalpt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Biociências, Rio Claropt
dc.identifier.aleph000322245
dc.identifier.filesantosjunior_na_dr_rcla.pdf
dc.identifier.capes33004137005P6
dc.identifier.lattes6960838311041673
unesp.author.lattes6960838311041673
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record