Show simple item record

dc.contributor.authorRosolem, Ciro Antonio [UNESP]
dc.contributor.authorFranco, G. R.
dc.date.accessioned2015-02-02T12:39:40Z
dc.date.available2015-02-02T12:39:40Z
dc.date.issued2000-12-01
dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832000000400013
dc.identifier.citationRevista Brasileira de Ciência do Solo. Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, v. 24, n. 4, p. 807-814, 2000.
dc.identifier.issn0100-0683
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/114593
dc.description.abstractRoot growth impairment has sometimes been attributed to zinc deficiency. A greenhouse experiment was conducted in Botucatu, SP, Brazil, in 1997/98, using 2.5 L pots. Zinc redistribution within the plant and the effect of zinc deficiency on root growth were studied in corn (Zea mays) plants grown in nutrient solution containing from 0.0 to 2.0 µmol L-1 of Zn. Half of the pots also received foliar application of Zn. The experiment was terminated 40 days after plant emergence. Dry matter yield and root length, diameter and surface were not affected by Zn application. There was an increase in root Zn content due to translocation of the nutrient applied to leaves. The translocation rate was higher when Zn concentration in corn leaves was within the sufficient range. Corn roots were tolerant to Zn deficiency, showing normal growth even when Zn concentration was as low as 7 mg kg-1.en
dc.description.abstractAlguns problemas de crescimento radicular de plantas de milho têm sido atribuídos a deficiência de Zn, em virtude de sua pouca mobilidade na planta. Foi realizado um experimento em casa de vegetação em 1997/98, em Botucatu (SP), para avaliar a translocação de zinco para as raízes do milho (Zea mays ), quando aplicado via radicular e foliar, assim como o efeito do Zn no crescimento das raízes. Foram utilizados vasos de 2,5 L, com solução nutritiva que continha de 0,0 a 2,0 µmol L-1 de Zn, com e sem aplicação semanal via foliar. O experimento foi colhido 40 dias após a emergência. A produção de matéria seca da parte aérea e raízes, bem como o comprimento, o diâmetro e a superfície radiculares, não foram influenciados pelos tratamentos. A translocação do nutriente aplicado às folhas para as raízes ocorreu em maior intensidade quando os teores foliares estavam na faixa de suficiência do nutriente. O sistema radicular do milho mostrou-se pouco sensível à deficiência de Zn, uma vez que o crescimento foi normal, mesmo quando as raízes apresentavam teores de Zn da ordem de 7 mg kg-1.pt
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.format.extent807-814
dc.language.isopor
dc.publisherSociedade Brasileira de Ciência do Solo
dc.relation.ispartofRevista Brasileira de Ciência do Solo
dc.sourceSciELO
dc.subjectadubação foliarpt
dc.subjectmicronutrientept
dc.subjectraizpt
dc.subjectfoliar fertilizationen
dc.subjectmicronutrienten
dc.subjectrooten
dc.titleTranslocação de zinco e crescimento radicular em milhopt
dc.title.alternativeZinc redistribution within the plant and root growth of cornen
dc.typeArtigo
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.description.affiliationUNESP Faculdade de Ciências Agronômicas Departamento de Produção Vegetal
dc.description.affiliationUnespUNESP Faculdade de Ciências Agronômicas Departamento de Produção Vegetal
dc.identifier.doi10.1590/S0100-06832000000400013
dc.identifier.scieloS0100-06832000000400013
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências Agronômicas, Botucatupt
dc.identifier.fileS0100-06832000000400013.pdf
dc.identifier.lattes5720775873259528
unesp.author.lattes5720775873259528
dc.relation.ispartofjcr0.799
dc.relation.ispartofsjr0,679
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record