Show simple item record

dc.contributor.advisorAlexandrino, João Miguel de Barros [UNESP]
dc.contributor.advisorHaddad, Célio Fernando Baptista [UNESP]
dc.contributor.authorMarcelino, Vanessa Rossetto [UNESP]
dc.date.accessioned2015-03-23T15:21:59Z
dc.date.available2015-03-23T15:21:59Z
dc.date.issued2009
dc.identifier.citationMARCELINO, Vanessa Rossetto. Distribuição geográfica e variação morfológica em populações do anuro Hypsiboas bischoffi (Anura: Hylidae). 2009. 20 f. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado e licenciatura - Ciências biológicas) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro, 2009.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/119809
dc.description.abstractO anuro Hypsiboas bischoffi é endêmico do sul e sudeste do Brasil, ocorrendo em áreas de montanha e submontanha da Mata Atlântica. Este trabalho estuda a variação geográfica de traços morfológicos em Hypsiboas bischoffi, através da análise da distribuição de duas formas distintas de padrão de coloração (forma listrada e não listrada), a fim de examinar a hipótese de que o padrão de coloração é polimórfico dentro das populações. Adicionalmente, nós descrevemos a variação em diversos traços morfométricos e examinamos sua associação com o padrão de coloração e com gradientes ambientais em toda a distribuição da espécie. Nossos resultados revelam que as duas formas de padrão de coloração são parapátricas, com as formas listradas e não listradas ocorrendo ao norte e ao sul da distribuição da espécie, respectivamente. As duas formas não foram observadas em coocorrência, mas indivíduos não listrados apresentaram padrões um tanto intermediários em localidades próximas à suposta zona de contato entre as duas formas. Análises multivariadas de variação morfométrica mostraram que a variação no tamanho do corpo explica a maior parte da variação observada, mas nem o tamanho do corpo, nem variações morfométricas adicionais estariam associadas com o padrão de coloração ou distância geográfica entre populações. No entanto, o tamanho do corpo parece estar associado com níveis locais de precipitação no verão. O padrão de diferenciação geográfica em H. bischoffi é concordante com padrões observados em alguns poucos organismos estudados, codistribuídos na Mata Atlântica.pt
dc.format.extent20 f.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectAnuropt
dc.subjectBiogeografiapt
dc.subjectMorfometriapt
dc.subjectDiversidade morfológicapt
dc.titleDistribuição geográfica e variação morfológica em populações do anuro Hypsiboas bischoffi (Anura: Hylidae)pt
dc.typeTrabalho de conclusão de curso
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Biociências, Rio Claropt
dc.identifier.aleph000607640
dc.identifier.filemarcelino_vr_tcc_rcla.pdf
dc.identifier.lattes0458077399058762
unesp.undergraduateCiências Biológicas - IBRCpt
unesp.author.lattes0458077399058762
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record