Show simple item record

dc.contributor.advisorCastilho, Antonio Leão [UNESP]
dc.contributor.authorSilva, Alexandre Ribeiro [UNESP]
dc.date.accessioned2015-07-13T12:10:14Z
dc.date.available2015-07-13T12:10:14Z
dc.date.issued2015-02-23
dc.identifier.citationSILVA, Alexandre Ribeiro. Maturidade, reprodução e estrutura populacional do caranguejo Anomura Aegla marginata Bond-Buckup & Buckup, 1994: (Crustacea: Decapoda). 2015. 74 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Assis, 2015.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/124418
dc.description.abstractThis work's objective consists in to verify the maturity, reproduction and population structure of Aegla marginata sampled in Intervales State Park, São Paulo state. Morphometric characteristics such as sexual dimorphism and allometric growth were investigated from a materiel sampled in the years of 1999, 2000 and 2006. The population aspects of its biology were analyzed from monthly samples of October 2013 from December 2014 using baited traps. The reproductive period was determined through observation of ovigerous females (bearing impregnated eggs or bearing embryos added to the pleopods), and the recruitment was determined from the observation of small individuals (juveniles) in the population. Ovigerous females were taken to the laboratory where its eggs were counted for fecundity purposes. Fifteen eggs were randomly selected and photographed through an image system for measurement of its axis with the intuit to obtain its volume, and finally both eggs and females were dried for reproductive output purposes. It was observed a latitudinal trend in eglids species related to its reproduction and fecundity, was also seen a relationship between reproductive period and temperature. Males and females presented sexual dimorphism due energy allocation during its ontogenetic growth. Males showed a hyperallometric growth for chelae measures, this is because their agonistic behavior and also larger males are favored in mating. Females showed hyperallometry for abdomen measures, increasing its reproductive efficiency. Aegla marginata had a reproductive period of eight months with a peak during the late autumn and winter, which corroborates the latitudinal pattern for the species of the same genus. Sexual maturity base in CC50 was 9.28 of carapace length for females. Thirty and two ovigerous females were analysed, being 17 with embryos in initial stage, 10 intermediary and five in final stage. The number of embry...en
dc.description.abstractO objetivo deste trabalho é verificar a maturidade, reprodução e estrutura populacional de Aegla marginata no Parque Estadual de Intervales, estado de São Paulo. Características morfométricas quanto ao dimorfismo sexual e crescimento alométrico foram investigadas através de material obtido em coletas nos anos 1999, 2000 e 2006. Os aspectos da biologia populacional de A. marginata foram analisados a partir de coletas de outubro/2013 a dezembro/2014 utilizando armadilhas. O período reprodutivo foi determinado pela observação de fêmeas ovígeras (portando ovos fecundados ou embriões aderidos aos pleópodos), e o recrutamento foi determinado a partir da observação de indivíduos diminutos (juvenis) na população. Fêmeas ovígeras foram levadas ao laboratório onde tiveram os ovos contados para a análise da fecundidade. Quinze ovos foram separados aleatoriamente e fotografados com um sistema de imagem para a mensuração dos eixos para mensurar o volume dos mesmos. Posteriormente, os ovos e as fêmeas foram levados à estufa para a obtenção do peso seco para o cálculo do investimento reprodutivo. Foi observada uma tendência latitudinal nas espécies de eglídeos em relação a sua reprodução e fecundidade, bem como uma relação do período reprodutivo com a temperatura. Os machos e fêmeas apresentam dimorfismo sexual dado a diferença de alocação de energia ao longo do crescimento. Os machos tem um crescimento hiperalométrico para medidas da quela potencializando assim a obtenção de parceiras para a cópula bem como o comportamento agonístico entre machos. As fêmeas apresentaram hiperalometria para as medidas do abdômen, aumentando assim a eficiência reprodutiva. Aegla marginata apresentou um período reprodutivo de aproximadamente 8 meses com um pico durante o final do outono e inverno, o que corrobora o padrão latitudinal quando comparado com as espécies congêneres...pt
dc.format.extent74 f. : il.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectCaranguejopt
dc.subjectCaranguejo - Reproduçãopt
dc.subjectDecapode (Crustaceo)pt
dc.subjectReprodução animalpt
dc.subjectDimorfismo sexual (Animais)pt
dc.subjectAlometriapt
dc.subjectAllometrypt
dc.titleMaturidade, reprodução e estrutura populacional do caranguejo Anomura Aegla marginata Bond-Buckup & Buckup, 1994: (Crustacea: Decapoda)pt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramBiociências - FCLASpt
unesp.knowledgeAreaCaracterização e aplicação da diversidade biológicapt
unesp.researchAreaCaracterização da diversidade biológicapt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências e Letras, Assispt
dc.identifier.aleph000837390
dc.identifier.file000837390.pdf
dc.identifier.capes33004048023P9
unesp.advisor.lattes5275027284030599[1]
unesp.advisor.orcid0000-0003-0001-9054[1]
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record