Show simple item record

dc.contributor.advisorMendes, Ariel Antonio [UNESP]
dc.contributor.authorSanfelice, Cristiane [UNESP]
dc.date.accessioned2016-01-25T12:41:12Z
dc.date.available2016-01-25T12:41:12Z
dc.date.issued2015-12-18
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/132920
dc.description.abstractCom objetivo de avaliar a influência dos minerais orgânicos (selênio e zinco) e vitamina E sobre a incidência e identificação microbiológica de pododermatite, lesões de carcaça, resistência da pele, desempenho, rendimento de carcaça e partes, qualidade da carne e sistema imune em frangos de corte, dois experimentos foram conduzidos no aviário experimental da FMVZ, UNESP, Câmpus de Botucatu. Para isto, utilizou-se 1260 pintos de um dia de idade, machos, da linhagem Cobb® 500 para cada experimento, alojados com densidade populacional de 12 aves/m², por 42 dias. O programa alimentar foi dividido em quatro fases e o delineamento experimental adotado foi o inteiramente casualisado em esquema fatorial 3x2+1, no experimento 1, três níveis de zinco orgânico (0, 45, 90 mg/kg de ração) dois níveis de selênio orgânico (0 e 0,3 mg/kg de ração) e uma dieta controle, no experimento 2 três níveis de vitamina E (100, 150 e 200UI/kg de ração) e duas fontes microminerais inorgânico (0,3 mg/kg Se + 60 mg/kg de Zn) ou orgânico (0,3 mg/kg de Se e 45 mg/kg de Zn) e uma dieta controle, com 6 repetições de 30 aves cada. Aos 10 dias de idade todas as aves foram vacinadas contra a Doença de Newcastle (experimento 2), os parâmetros imunológicos foram avaliados por meio de colheitas de sangue aos 10, 21 e 42 dias. Aos 41 dias de idade todas as aves foram avaliadas no aviário quanto a incidência de pododermatite. Foi avaliado o desempenho e aos 42 dias de idade as aves foram abatidas no abatedouro experimental da FMVZ, UNESP para avaliação da incidência de lesões de carcaça, resistência da pele, rendimento de carcaça e partes, qualidade de carne, quantificação microbiológica, histologia do coxim plantar e pele. Aves que receberam zinco e selênio orgânico apresentaram maior quantidade de colágeno e a epiderme mais espessa (P≤0,05). Para lesões de carcaça houve diferença (P≤0,05) com relação à percentagem de hematomas e contusões de asa. Houve redução da área cortical da Bursa para aves que receberam maior quantidade de vitamina E e fonte orgânica. Os resultados obtidos pelo uso de selênio e zinco orgânicos em menor quantidade que a fonte inorgânica não afetaram o desempenho, o rendimento de carcaça e partes e ainda, melhoram a estrutura histológica da região da pododermatite. Aves que receberam dieta com zinco e selênio orgânico apresentaram menor incidência de pododermatite, aumento da quantidade de colágeno e espessura da epiderme e estão melhor preparadas para reagir frente à um desafio imunológico.pt
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectCarcass qualityen
dc.subjectComplexed mineralen
dc.subjectFootpaden
dc.subjectFrango de cortept
dc.subjectMineral complexadopt
dc.subjectCoxim plantarpt
dc.subjectQualidade de carcaçapt
dc.titlePododermatite e qualidade de carcaça de frangos de corte suplementados com minerais orgânicos e vitamina Ept
dc.title.alternativeFoot pad dermatitis and carcass quality in broiler chickens supplemented with organic minerals and vitamin Een
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.description.sponsorshipIdFAPESP: 2011/220929
unesp.graduateProgramZootecnia - FMVZpt
unesp.knowledgeAreaProdução animalpt
unesp.researchAreaQualidade de carne de frangos de cortept
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Botucatupt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000870348
dc.identifier.capes33004064048P2
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record