Show simple item record

dc.contributor.advisorJorge, Janaina Habib [UNESP]
dc.contributor.authorAmaya Arbeláez, Maria Isabel [UNESP]
dc.date.accessioned2016-11-25T17:43:40Z
dc.date.available2016-11-25T17:43:40Z
dc.date.issued2016-04-25
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/144714
dc.description.abstractO presente estudo teve como objetivo avaliar a capacidade de formação de biofilme de Candida albicans sobre resinas acrílicas para base (Vipi Wave) e reembasamento (Tokuyama Rebase Fast II) de próteses, após imersão diária por períodos de até 6 meses em soluções desinfetantes. Foram confeccionados 360 corpos de prova circulares de cada resina acrílica usando uma matriz metálica (14 x 1,2 mm). As amostras foram imersas overnight durante 0, 1, 3, e 6 meses em 5 soluções desinfetantes: hipoclorito de sódio 0,5%, perborato de sódio 3,8%, digluconato de clorexidina 2%, vinagre de maçã puro (Minhoto®) e água destilada (grupo controle). Após os diferentes períodos de imersão, um biofilme maduro de 48h de C. albicans (cepa ATCC 90028) foi formado sobre os corpos de prova. A capacidade de formação deste biofilme foi analisada utilizando o método de contagem de colônias (UFC/mL) e o ensaio de viabilidade celular Alamar Blue®. Para todos os grupos experimentais, imagens foram obtidas a partir de microscopia eletrônica de varredura (MEV) para avaliação das características topográficas das resinas após a imersão nos diferentes tempos. Todas os experimentos foram realizados em três ocasiões independentes. Análise de variância de três fatores (ANOVA) foi utilizada para avaliar o metabolismo celular (ensaio Alamar Blue®) e os valores de UFC/mL obtidos a partir da formação do biofilme de C. albicans. Foi adotado o nível de significância de 5%. Os resultados de Alamar Blue® mostraram um efeito significativo no tempo de armazenamento (p <0,001). O teste de Tukey identificou que a média inicial (tempo zero) dos valores de fluorescência foi mais elevada do que a média em qualquer tempo de armazenamento, sendo estes equivalentes uns aos outros. Em relação ao UFC/mL, a análise de variância não mostrou diferença significativa entre os grupos. Os resultados mostraram também que as duas resinas acrílicas tiveram o mesmo comportamento em relação à capacidade de formação do biofilme após imersão em diferentes soluções. A partir da análise das imagens do MEV, foi possível observar alteração superficial, de ambas as resinas, de acordo com o tempo, após a imersão em todas as soluções. Pode-se concluir que o tipo de solução desinfetante e a imersão diária (overnight) por período prolongado influenciaram o metabolismo celular do biofilme de C. albicans.pt
dc.description.abstractThe purpose of this study was to investigate the effect long-term of daily chemical disinfection on the topographic and Candida albicans biofilm formation on denture base and reline acrylic resins. Circular specimens (360 of each resin) were fabricated from denture base (Vipi Wave) and reline (Tokuyama Rebase Fast II) acrylic resins (14 x 1,2 mm) and immersed overnight during 0, 1, 3, and 6 months in 5 different solutions: 0,5% sodium hypochlorite, 3,8% sodium perborate, 2%chlorhexidine gluconate, Minhoto® apple vinegar, containing 4%maleic acid; and distilled water. After immersion, C. albicans (ATCC 90028) biofilm (48 hours) was formed on specimens surface. The surface topographic and biofilm formation were evaluated at 0, 1, 3, and 6 months. The biofilm formation of C. albicans was evaluated using CFU/mL method and Alamar Blue® assay (cell metabolism) and the surface topographic was evaluated using Scanning Electron Microscope (SEM). All experiments were performed in triplicate on three independent occasions and three-way ANOVA and Tukey test were used to assess the cell metabolism and CFU/mL logarithms obtained from C. albicans biofilm formation. A 5% significance level was adopted. The results of cell metabolism (Alamar Blue® assay) showed significant effect of storage time (p <0.001) on fluorescence values. The Tukey test indicated that the initial time (zero time) showed the highest values of fluorescence. Regarding CFU/mL logarithms, analysis of variance does not show significant difference between groups. The results showed also that the two resins acrylic evaluated have similar behavior in respect to biofilm formation after immersion in different solutions. From the SEM image analysis, it was possible to observe surface changes, of both resins, according to immersion time, in all solutions. It can be concluded that the type of disinfectant solution and daily storage (overnight) over prolonged periods of time affect the C. albicans cell metabolism of biofilm.en
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectBiofilmespt
dc.subjectResinas acrílicaspt
dc.subjectReembasadores de dentadurapt
dc.subjectDesinfetantespt
dc.subjectBiofilmsen
dc.subjectAcrylic resinsen
dc.subjectRelinesen
dc.subjectDisinfectantsen
dc.titleEfeito da imersão em soluções desinfetantes na capacidade de formação de biofilme de C.albicans e características topográficas de uma resina acrílica para base de prótese e um reembasadorpt
dc.title.alternativeEffect of immersion in disinfectant solutions in C.albicans biofilm formation and topographic characteristics of acrylic denture base resin and one hard relineen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramReabilitação Oral - FOARpt
unesp.knowledgeAreaPrótese dentáriapt
unesp.researchAreaBiocompatibilidade de biomateriaispt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Odontologia, Araraquarapt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000876111
dc.identifier.capes33004030082P3
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record