Show simple item record

dc.contributor.authorRocha, Sabrina de Almeida [UNESP]
dc.contributor.authorCanêo, Luiz Carlos [UNESP]
dc.date.accessioned2017-01-18T18:11:50Z
dc.date.available2017-01-18T18:11:50Z
dc.date.issued2003
dc.identifierhttp://proex.reitoria.unesp.br/congressos/Congressos/2__Congresso/Trabalho/Traba12.htm
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/148488
dc.description.abstractIntrodução: A aposentadoria é uma fase que pode impôr várias mudanças na vida das pessoas: rompimento com o trabalho formal, perda da identidade laboral, dos amigos, das rotinas diárias, etc. Na maioria das vezes, a eminência da aposentadoria traz consigo expectativas, dúvidas e sentimentos em relação a esta nova etapa. Considerando-se ser esta, portanto, um período que pode trazer conseqüências indesejáveis à saúde psíquica dos indivíduos, é que se faz necessário criar espaços para se falar sobre as expectativas, sentimentos e dúvidas dos pré- aposentados. Objetivo: refletir com profissionais que estão na eminência de se aposentar, alternativas de enfrentamento deste período, considerando-se a história de trabalho construída e as perspectivas de uma vida saudável pós- aposentadoria. Métodos: realizou-se um trabalho em grupo, com 13 policiais militares da área do CPI-4 (Comando de Policiamento do Interior -Bauru), com idade média de 48 anos, e há dois ou menos anos de se aposentar. Foram realizados 10 encontros semanais com duração de aproximadamente 3 horas, onde trabalhou-se conteúdos definidos a partir de uma pesquisa realizada com os participantes, que procurou identificar a representação social sobre o significado do trabalho e da aposentadoria. Os encontros trataram das questões do Trabalho, da Aposentadoria, da Família, do Lazer, bem como de um Planejamento de Atividades para o Futuro. Exposições dialogadas, dinâmicas de grupo, apresentação de filmes seguidos de debates e depoimentos foram utilizados como recursos didáticos. Resultados: Considerando-se que os participantes trabalharam por aproximadamente 25 anos na Polícia Militar, muitas das suas expectativas em relação à aposentadoria e até mesmo suas concepções de trabalho estão relacionadas à cultura da instituição. Desta forma, para eles, o trabalho tem um significado de prazer, de ajuda à comunidade, de reconhecimento, de heroísmo, porém, eles constatam que há juntamente com tudo isso uma cobrança muito grande de ações e condutas perfeitas. Em relação à aposentadoria, há uma expectativa positiva, em contrapartida, eles também identificaram que ela também representa a perda de um status, de um respeito e sobretudo o contato mais próximo com os amigos e com a própria instituição. Os resultados obtidos até então, demonstram que o programa tem sido de grande valia à medida que possibilita que os indivíduos repensem e definam modos de enfrentamento bem como projetos para esta nova etapa. O trabalho em grupo contribui para que estes objetivos sejam alcançados, por que os indivíduos identificam-se, enriquecem seu repertório de possibilidades e re- significam suas experiências.pt
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.relation.ispartofCongresso de Extensão Universitária
dc.sourcePROEX
dc.titlePrograma de preparação para aposentadoria de policiais militarespt
dc.typeResumo
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Departamento de Psicologia, Faculdade de Ciências de Bauru
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Departamento de Psicologia, Faculdade de Ciências de Bauru
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências, Baurupt
unesp.departmentPsicologia - FCpt
Localize o texto completo

Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record