Show simple item record

dc.contributor.advisorFonseca, Dagoberto José [UNESP]
dc.contributor.authorMercês, Geander Barbosa das [UNESP]
dc.date.accessioned2017-05-05T14:53:43Z
dc.date.available2017-05-05T14:53:43Z
dc.date.issued2017-03-17
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/150555
dc.description.abstractEste trabalho tem como finalidade apresentar uma análise da cosmogonia yorubana e suas interferências na realidade brasileira a partir da festa carnavalesca. O objetivo principal é apresentar o bloco cultural Ilê Aiyê como um componente atuante de resistência negra em um contexto de retração de direitos civis. Para tanto, apresentamos o projeto econômico escravagista e suas consequências para o Brasil contemporâneo. No quadro dos anos 1970, o movimento por direitos civis dos negros alarga-se em escala global e, na efervescência deste contexto, emerge o bloco Ilê Aiyê. Nesse sentido, esta dissertação pretende desnudar o universo do Ilê Aiyê como forma de vivência da luta em diversos contextos, especialmente no Curuzu, onde o bloco construiu uma nova significação, sentido e semântica sociocultural para aquele espaço-território de identidade negra e de liberdade - a Liberdade esculpida e forjada pelo Ilê Aiyê. Espaço território de memória, performance, de atuação, de reconhecimento e de reinvindicação política. É no período do carnaval que propomos demonstrar como o bloco atua junto às comunidades, grupos negros e público em geral, dando sentido ao Curuzu, a liberdade de ser e de estar em Salvador, na Bahia e no mundo.pt
dc.description.abstractThis work aims to present an analysis of yorubana cosmogony and its interference in the Brazilian reality beginning with the Carnival party. The main objective is to present the cultural block Ilê Aiyê as an active component of black resistance in a context of decline of civil rights. Therefore, we present the slavery as an economic project and its impact on contemporary Brazil. In the 1970's the black civil rights movement widens on a global scale and in its effervescence emerges the Ilê Aiyê block. So, this work aims to reveal the world of Ilê Aiyê as a way to savor the strive in different contexts, especially in Curuzu, where the block built a new sociocultural significance, meaning, and semantics for the space-territory of black identity and freedom, carved and forged by the Ilê Aiyê. Space-territory, memory, performance, fulfillment, recognition and policy claim. We propose to demonstrate how the block works with communities, black groups, and the general public in the Carnival; giving meaning to Curuzu, the freedom of being and living in Salvador, Bahia, and the world.en
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectIlê Aiyêpt
dc.subjectCandomblépt
dc.subjectEspaço-territóriopt
dc.subjectCarnavalpt
dc.subjectFestapt
dc.titleDe Ilê Ifé ao Ilê Aiyê: uma releitura do carnaval soteropolitanopt
dc.title.alternativeDel Ilê Ifé al Ilê Aiyê: una re lectura del carnaval soteropolitanoen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramCiências Sociais - FCLARpt
unesp.knowledgeAreaCiências sociaispt
unesp.researchAreaDiversidade, Identidades e Direitospt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências e Letras, Araraquarapt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000885099
dc.identifier.capes33004030017P7
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record