Show simple item record

dc.contributor.advisorBorges, Vera Therezinha Medeiros [UNESP]
dc.contributor.authorMoreira, Daniela Aires [UNESP]
dc.date.accessioned2017-08-23T14:38:18Z
dc.date.available2017-08-23T14:38:18Z
dc.date.issued2017-08-14
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/151350
dc.description.abstractObjetivo: Avaliar a opinião materna sobre o uso da sonda de Foley para o preparo de colo uterino para indução do trabalho de parto, em mulheres tratadas em regime ambulatorial versus internação. Sujeitos e métodos: Foi realizado um estudo prospectivo, randomizado e do tipo ensaio clínico. A amostra foi composta por gestantes de baixo risco com colo uterino desfavorável para indução do trabalho de parto. O preparo de colo uterino foi realizado por meio da passagem de sonda de Foley pelo colo do útero em todas as gestantes, em seguida foram randomizadas em dois grupos: ambulatorial e internação. Após 14 horas a sonda foi retirada e realizada a indução do trabalho de parto com ocitocina. Para pesquisa de satisfação materna foi aplicado um formulário semiestruturado de abordagem quanti-qualitativa desenvolvido pelos autores. Para a análise estatística dos dados quantitativos foi considerado o limite mínimo de significância de 95% (p<0,05) e para a análise das questões discursivas foi utilizada a técnica de análise de conteúdo. Resultados: A amostra foi composta por 17 gestantes no grupo ambulatorial e 19 no grupo internação. Na avaliação quantitativa, não houve diferença significativa entre os grupos quanto à dor na passagem da sonda; ao grau de desconforto na noite do preparo de colo uterino; aos sentimentos vivenciados durante a noite do procedimento; à assistência prestada pela equipe; e à caracterização do ambiente onde ocorreu esse processo. Na avaliação por análise de conteúdo, observou-se nos dois grupos sentimento de ansiedade com o parto no geral e de gratidão pela assistência prestada pela equipe; as mulheres do grupo ambulatorial relataram sentir-se confiantes pela segurança de um ambiente conhecido e por poderem contar com apoio familiar. Conclusão: O grau de satisfação materna em relação ao uso da sonda de Foley para preparo de colo uterino foi semelhante entre os grupos estudados, independente do ambiente onde foi realizado (ambulatorial versus internação). As mulheres do grupo ambulatorial avaliaram positivamente a experiência conduzida no ambiente domiciliar, destacando a tranquilidade de um ambiente conhecido e o apoio familiar.pt
dc.description.abstractObjective: To analyze the maternal opinion about the use of the Foley catheter for cervical ripening before induction of labor in women treated in outpatient versus inpatient setting. Subjects and methods: This study was a prospective and randomized clinical trial. The sample consisted of pregnant women with unfavorable cervix for induction of labor and low-risk pregnancy. The cervical ripening initiated by the passage of Foley catheter through the cervix in all pregnant women, and they were randomized into two groups: outpatient and inpatient. After 14 hours, the catheter was removed and labor induction was performed with oxytocin. It was used a quantitative-qualitative form developed by the authors to evaluate maternal satisfaction. For statistical analysis of the quantitative data it was considered a minimum limit of significance of 95% (p <0.05) and for the discursive questions it was used content analysis technique. Results: The sample consisted of 17 pregnant women in the outpatient group and 19 in the inpatient group. In the quantitative analysis of data, there was no statistical difference between the studied groups regarding pain in the introduction of the catheter in the cervix; the degree of discomfort on the night of cervical ripening; the feelings experienced during the night of the procedure; the assistance provided by the health team; and the women’s opinion about the environment where the process took place. In the analysis of data by content analysis technique, in both groups women reported anxiety feelings about childbirth and gratitude for the assistance provided by the health care professionals; women in the outpatient group described feeling confident about the safety of the familiar environment and being able to rely on family support. Conclusion: Maternal satisfaction with the usage of the Foley catheter for cervical ripening was similar in the studied groups, regardless of the environment where it was performed (outpatient versus hospitalized). Women in the outpatient group positively evaluated the experiment conducted in the home environment, highlighting the calmness of a familiar environment and family support.en
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectOpinião maternapt
dc.subjectPreparo de colo uterinopt
dc.subjectAmbulatorialpt
dc.subjectInternaçãopt
dc.titleAnálise do grau de satisfação materna sobre o uso da sonda de Foley para preparo de colo uterino na indução do parto: tratamento ambulatorial versus internaçãopt
dc.title.alternativeAnalysis of maternal satisfaction degree on the use of the Foley catheter for cervical ripening for labour induction: outpatient setting versus hospitalizationen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramMedicina (mestrado profissional) - FMBpt
unesp.knowledgeAreaPesquisa clínicapt
unesp.researchAreaObstetrícia: Preparo de Colo Uterinopt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Medicina, Botucatupt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000890864
dc.identifier.capes33004064088P4
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record