Show simple item record

dc.contributor.advisorTorres, Carlos Rocha Gomes [UNESP]
dc.contributor.advisorBatista, Graziela Ribeiro [UNESP]
dc.contributor.authorArantes, Gabriela Souza [UNESP]
dc.date.accessioned2018-09-19T17:27:49Z
dc.date.available2018-09-19T17:27:49Z
dc.date.issued2017-11-09
dc.identifier.citationARANTES, Gabriela Souza. Análise perfilométrica da ação de diferentes tipos de salivas artificiais em erosão dental. 2017. . Trabalho de Conclusão de Curso (bacharelado - Odontologia) - Universidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Ciência e Tecnologia, São José dos Campos, 2017.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/156561
dc.description.abstractThe aim of this study was to evaluate the erosion-preventive effect of different artificial saliva formulations in vitro. Cylindrical dentin samples were obtained from the roots of bovine teeth, they were embedded in acrylic resin and, after polishing, the surface profiles were measured using a contact profilometer. Subsequently, the samples were randomly distributed into 10 groups (n = 20), according to the storage medium. The tested solutions were: deionized water and 4 solutions of artificial saliva according the formulations described by Klimek, Vieira, Eisenburger and Amaechi. For each of them the addition of mucin was made or not. The samples were stored in their respective solution for 120 min under mechanical stirring. They were then subjected to erosion for 60s with HCl (pH 2.6) and again stored for another 120 min and then subjected to a second cycle of erosive challenge (HCl, pH: 2.6, 60s), after that the profiles were measured again. The data were analyzed in relation to their normal distribution using the Kolmogorov Smirnov test and the statistical analysis was performed using the ANOVA 2 way (saliva type and presence of mucin) and Tukey's test (α = 0.05). The results of the ANOVA test showed significant statistical difference for the factor saliva type (p=0,00) and for the interaction between them (p=0,04, for the factor presence of mucin there was not statistical difference (p=0,36). The results of the Tukey test were: Deionized water: 4.60 ± 0.91 A; Deionized water + Mucine: 4.07 ± 0.93 AB; Amaechi: 3.72 ± 0.83 BC; Klimek: 3.60 ± 0.91 BC; Amaechi + Mucine: 3.34 ± 0.73 BC; Vieira: 3.31 ± 0.60 C; Klimek + Mucine: 3.27 ± 0.57 C; Vieira + Mucine: 3.20 ± 0.58 C; Eisenburger: 2.36 ± 0.45 D; Eisenburger + Mucine: 2.18 ± 0.54 D. The conclusion is that the addition of mucin to the solutions did not increase the effectiveness in preventing tooth erosion. However, among the solutions .....(Complete abstract eletronic access below)en
dc.description.abstractO objetivo deste estudo foi avaliar in vitro o efeito de diferentes formulações de saliva artificial com ou sem a presença de mucina na prevenção da erosão dental. A partir das raízes de dentes bovinos, foram preparadas amostras cilíndricas de dentina que posteriormente foram embutidas em resina acrílica e após polimento das mesmas, foi realizada a leitura dos perfis superficiais utilizando perfilômetro de contato. Na sequência, houve uma distribuição aleatória das amostras em 10 grupos (n=20), de acordo com a solução utilizada. Foram utilizadas água deionizada e 4 soluções de saliva artificial seguindo as formulações descritas por Klimek, Vieira, Eisenburger e Amaechi. Para cada uma delas foi feita ou não a adição de mucina. As amostras ficaram armazenadas em sua respectiva solução durante 120 min sob agitação mecânica e em seguida foram submetidas à erosão durante 60s com HCl (pH 2,6) e novamente armazenadas por mais 120 min e posteriormente submetidas a um segundo ciclo de desafio erosivo (HCl, pH: 2,6, 60s), após o qual os perfis das amostras foram novamente avaliados. Os dados obtidos foram analisados em relação a sua distribuição normal utilizando o teste de Kolmogorov Smirnov e posteriormente foi feita a análise estatística utilizando o teste ANOVA 2 fatores (tipo de saliva e presença de mucina) e teste de Tukey (α = 0,05). Os valores do teste ANOVA mostraram diferença estatística significativa para o fator tipo de saliva (p=0,00) e para a interação entre os dois fatores (p=0,04), para o fator presença de mucina não houve diferença estatística significativa (p=0,36). Os resultados do teste de Tukey para o desgaste erosivo (μm) foram: Água deionizada: 4,60±0,91 A; Água deionizada + Mucina: 4,07±0,93 AB; Amaechi: 3,72±0,83 BC; Klimek: 3,60±0,91 BC; Amaechi+ Mucina: 3,34±0,73 BC; Vieira: 3,31±0,60 C; Klimek + Mucina: 3,27±0,57 C; Vieira...(Resumo completo,clicar acesso eletrônico abaixo)pt
dc.format.extent36 f.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectErosão dentáriapt
dc.subjectSalivapt
dc.subjectDentes - Raízespt
dc.titleAnálise perfilométrica da ação de diferentes tipos de salivas artificiais em erosão dentalpt
dc.typeTrabalho de conclusão de curso
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Ciência e Tecnologia, São José dos Campospt
dc.identifier.aleph000899569
dc.identifier.filehttp://www.athena.biblioteca.unesp.br/exlibris/bd/capelo/2018-05-10/000899569.pdf
unesp.undergraduateOdontologia - ICTpt
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record