Show simple item record

dc.contributor.advisorAlves, Giovanni Antonio Pinto [UNESP]
dc.contributor.authorEspírito Santo, Maíra Ouríveis [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:23:36Z
dc.date.available2014-06-11T19:23:36Z
dc.date.issued2014-01-20
dc.identifier.citationESPÍRITO SANTO, Maíra Ouríveis. Lutas sociais e ciberespaço: o uso da Internet pelo movimento passe livre nas manifestações de junho de 2013 em São Paulo. 2014. 123 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências de Marília, 2014.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/88730
dc.description.abstractDesde início da segunda década do século XXI várias movimentos sociais ao redor do globo ganharam grande projeção e em muito devido à utilização da internet em suas lutas, mais especificamente as redes sociais. Em Junho de 2013 as ruas da cidade de São Paulo foram tomadas por milhares de pessoas, chamadas pelos atos do Movimento Passe Livre (MPL), como há muito não se via no país e que ficaram conhecidas como Jornadas de Junho. O uso da rede de computadores, nesse contexto, foi marcante, com isso o objetivo deste trabalho é analisar como o Movimento fez uso das ferramentas da rede no período das manifestações. Para tanto, além da revisão bibliográfica de trabalhos sobre o tema foram também realizada coletas de dados diretamente das páginas do Movimento em redes sociais e no site do mesmo, bem como foi realizada uma entrevista com um dos membros da Comissão de Comunicação do MPL, podendo assim unir teoria, o discurso do movimento e a sua atuação de fato na rede. Dessa forma foi possível observar que o MPL, um dos poucos movimentos sociais no país que já despertou para as possibilidades de uso da rede na construção de suas lutas, durante as Jornadas construiu no ciberespaço mais um espaço de discussão, de informação, de contrainformação e de divulgação de materiais que mostravam outras versões dos fatos, divergentes daquelas veiculadas na grande mídia. Isto posto é possível traçar algumas considerações que apontam e ratificam a internet como um elemento importante para aqueles que não possuem espaço nos grandes meios de comunicação, por ser um ambiente de circulação de informações e conteúdos muito mais livre e acessível do que meios mais tradicionais como televisão, jornais e rádio. Sendo assim, exemplo de atuação a ser seguido por outros movimentos sociais no Brasil.pt
dc.description.abstractSince the beginning of the second decade of the XXI century various social movements around the globe have gained great projection and much due to the use of the internet in their campaigns, specifically social networks. In June of 2013 the streets of the city São Paulo were taken by thousands of people, in manifestations convoked by the Movimento Passe Livre (MPL), with such adhesion as not seen in the country for a long time and became known as the Jornadas de Junho. The use of the computer network, in this context, was significante, thus the purpose of this work is to analyze how MPL has made use of the tools of the internet during the protests. Therefore, in addition to the literature review of studies on the subject were also carried out data collection directly from the pages of the movement on social networks and in their website, as well as an interview was conducted with one of the members of the Commission of Communication of MPL, uniting, this way, theory, the discourse of the movement and its concrete activities on internet. Thus it was possible to observe that MPL, one of the few social movements in the country who have awakened to the possibilities of using the network in building their fights, during the period of the protests built in cyberspace one more forum for discussion, information, and counter-information and space for disclosure of materials that showed other versions of the facts different from those conveyed in the mainstream media. That said it is possible to draw some considerations pointing and ratifying the internet as an important element for those who do not have space in major media, being an environment information and content flow, more free and accessible than traditional means such as television, newspapers and radio. Thus it is an example of procedure to be followed by other social movements in Brazil.en
dc.format.extent123 f.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectMovimentos sociais - São Paulo (Estado)pt
dc.subjectRedes sociaispt
dc.subjectInternetpt
dc.subjectSites da Webpt
dc.titleLutas sociais e ciberespaço: o uso da Internet pelo movimento passe livre nas manifestações de junho de 2013 em São Paulopt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramCiências Sociais - FFCpt
unesp.knowledgeAreaCiências sociaispt
unesp.researchAreaDeterminações do mundo do Trabalho: Sociabilidade, Política e Culturapt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Filosofia e Ciências, Maríliapt
dc.identifier.aleph000739347
dc.identifier.file000739347.pdf
dc.identifier.capes33004110042P8
dc.identifier.lattes8745252518066333
unesp.author.lattes8745252518066333
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record