Associação entre atividade física e fatores de risco cardiovascular tradicionais e não tradicionais em pacientes em tratamento por hemodiálise

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-02-22

Autores

Martins, Ederson José [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Na população geral, estudos apontam que a atividade física é capaz de produzir melhora, não apenas nos sintomas, mas também nos fatores de risco cardiovasculares, e que mesmo graus moderados de atividade física podem ter alguma efetividade. Atualmente, a literatura mostra que há benefícios funcionais e psicológicos quando é usado o treinamento regular do exercício como terapia conjunta no tratamento dos pacientes em diálise. Esses possuem um valor médio de 64% do VO2 máx. da média de indivíduos sadios, sedentários e da mesma faixa etária, o que comprova uma capacidade funcional diminuída. Ainda, em pacientes sob tratamento dialítico, a realização de exercício físico de duas a três vezes ou de quatro a cinco vezes por semana reduziu o risco de morte, quando comparados aos pacientes sedentários. Porém, poucos estudos avaliaram a influência da atividade física espontânea sobre os fatores de risco cardiovascular em renais crônicos tratados por diálise. Portanto, o objetivo deste trabalho foi avaliar as associações entre sedentarismo e a presença de fatores de risco cardiovascular em renais crônicos. Para a participação no presente estudo considerou-se apto todo paciente em tratamento por hemodiálise há pelo menos três meses. Todos eles nessa condição foram elegíveis para o estudo exceto os pacientes de idade inferior a 18 anos. Foram excluídos os pacientes que se apresentavam em vigência de infecção aguda, os pacientes amputados, os hemiplégicos e os paraplégicos. O estudo incluiu 100 pacientes, que deram seu consentimento informado por escrito, os quais foi aplicado do protocolo IPAQ (international physical activity questionnaire). Os pacientes foram divididos em 3 grupos de acordo com a classificação da atividade física avaliada pelo IPAQ, Grupo Sedentário, Grupo Irregularmente ativo e Grupo Ativo. As variáveis avaliadas foram, idade, sexo, raça, causa da doença renal crônica, tempo em...
In general population, studies show that physical activity can produce improvement in cardiovascular risk factors and symptoms. Even moderate degrees of physical activity may have some effectiveness. When the activity involves renal patients, exercise training may have beneficial effects. A North American cohort shows that in patients on dialysis, physical reduced the risk of death when compared to sedentary patients. Although, few studies have evaluated the effect of spontaneously physical activity on cardiovascular risk factors. So the aim of this study is to evaluate the association between physical activity level and cardiovascular risk factors in dialysis patients. There were evaluated 100 patients aged above 18 years, excluding acute infection caregivers, hemiplegics, paraplegics and amputated patients. There was applied International Physical Activity Questionnaire. The patients were divided in three groups: sedentary, irregularly active and active. The variables assessed were age, sex, race, cause of chronic renal disease, time on dialysis (years) and smoking habit. From the patient's record, the following data were extracted: pulse of the last 20 dialysis: pre and post, blood pressure of the last 20 dialysis: pre and post, weight gain in the last 20 dialysis: pre and post, weight, height. Laboratory data from the medical records of the patients were also collected. The protocol was implemented in 2006. Groups were compared by analysis of variance followed by logistic regression. These patients were followed until April 2012, recording the fatal events of any origin. A post-hoc analysis evaluated the impact of physical activity on life expectancy of patients. The Cox analysis was used to assess survival and multiple model was built adjusting to confounding variables. Statistical significance was set at p value of 0.05. There were evaluated 100 patients aged 58 ± 13.7 years, 60 were ...

Descrição

Palavras-chave

Sistema cardiovascular - Fatores de risco, Hemodialise, Exercícios físicos, Aptidão física, Medicina fisica, Fisiopatologia, Hipertensão - Pesquisa, Physical fitness

Como citar

MARTINS, Ederson José. Associação entre atividade física e fatores de risco cardiovascular tradicionais e não tradicionais em pacientes em tratamento por hemodiálise. 2013. 52 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2013.